Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Barragem do Baixo Sabor, em Torre de Moncorvo, envolvida em investigações à brasileira Odebrecht

Barragem do Baixo Sabor, em Torre de Moncorvo, envolvida em investigações à brasileira Odebrecht
| Norte
Porto Canal (LYF)

A construção da barragem do Baixo Sabor, em Torre de Moncorvo, uma obra do grupo EDP integrada no Plano Nacional de Barragens, está na lista de pagamentos de alegados subornos apreendidos a uma funcionária da Odebrecht, organização global brasileira de capital fechado.

Segundo o jornal brasileiro O Globo, “os nomes das duas obras (Baixo Sabor, em Portugal, e Villa Costa Verde Callao, no Peru) constam da lista de pagamentos apreendida a Maria Lúcia Tavares, que trabalhava no departamento de Operações Estruturadas da Odebrecht.

Relativamente ao Baixo Sabor, os pagamentos envolverão seis débitos na conta Paulistina que, segundo a mesma funcionária, era utilizada para pagamentos em dinheiro.

O mesmo jornal brasileiro refere ainda que “as investigações da hidroeléctrica do Baixo Sabor estão relacionadas à actuação do ex-primeiro ministro José Sócrates.”
Esta obra da Odebrecht faz parte do Plano Nacional de Barragens e foi aprovado pelo Governo de José Sócrates, em 2007.

A barragem que conta com um investimento de mais de 600 milhões de euros encontra-se em fase de testes.

Advogados de José Sócrates negam o seu envolvimento na construção da barragem do Baixo Sabor

Os advogados de José Sócrates negam o envolvimento do ex-Primeiro Ministro e dizem que a construção da barragem do Baixo Sabor não fez parte do Plano Nacional de Barragens e que a decisão que envolveu a sua construção não foi tomada pelo Governo liderado por José Sócrates.

Através de comunicado, os advogados de José Sócrates defenderam que a decisão governamental que viabilizou a construção foi tomada durante o Governo de Durão Barroso.

O esclarecimento surgiu depois do envolvimento da construção da barragem de Trás-os-Montes na investigação Lava Jato, no Brasil, na qual José Sócrates estaria alegadamente envolvido.

Os advogados do arguido na Operação Marquês, explicaram ainda que a construção da barragem foi da responsabilidade apenas da EDP.

+ notícias: Norte

Utentes sem comer é apenas uma das denúncias de lar ilegal a funcionar em Rio Tinto

Utentes sem jantar e medicados sem prescrição médica, são algumas das denúncias que chegaram ao Porto Canal sobre o lar de Rio Tinto. Uma testemunha garante ter presenciado várias ilegalidades na instituiçao, que recebeu ordem de encerramento da Segurança Social há três anos, mas que ainda hoje continua aberta.

Anomalias no Edifício Transparente no Porto podem pôr pessoas em risco

O Edifício Transparente (ET), situado junto à praia Internacional do Porto, apresenta anomalias que "envolvem um risco que pode provocar danos contra a saúde e a segurança das pessoas", conclui o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC).

Patrulheiros de Albergaria-a-Velha vigiam floresta e ajudam peregrinos

Chama-se “Patrulheiros” e é um projeto que coloca jovens a vigiar a floresta e apoiar os peregrinos que passam por Albergaria-a-Velha. É um projeto piloto que iniciou no munícipio, mas deverá expandir-se por todo o país já em janeiro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS