Info

Pedro Machado mantém liderança PS na Lousada

| Política
Fonte: Agência Lusa

Lisboa, 30 set (Lusa) - Pedro Machado foi eleito no domingo presidente da Câmara Municipal de Lousada, mantendo a liderança PS de quase meio século no concelho com a população mais jovem do país.

Com 39 anos, Machado sucedeu a Jorge Magalhães, o mais antigo presidente de câmara do Tâmega e Sousa, eleito pela primeira vez em 1990 e que, em finais de julho, deixou a presidência de Lousada para assumir funções como vice-presidente do Turismo do Porto e Norte de Portugal.

O socialista ficou a liderar a câmara no seu lugar e agora obteve 49,66% da votação, a que corresponde um total de 13.862 votos e quatro mandatos.

Em 2009, o PS tinha obtido 57,69% dos votos válidos, com quatro eleitos, entre os quais Pedro Machado, que exerceu as funções de vice-presidente nos últimos quatros anos.

Se o PS desceu na votação, a coligação PSD/CDS-PP subiu relativamente ao anterior ato eleitoral, com 48,82% dos votos contra 37,63% registados em 2009.

O PSD/CDS-PP conquistou os mesmos três mandatos que há quatro anos e o candidato deste ano, Leonel Vieira, ficou a apenas 1.350 votos de Pedro Machado, quando a diferença em 2009 se fixou em 5.713 intenções a favor.

Num concelho com 15 freguesias, o PS venceu na assembleia municipal, mas no total das assembleias de freguesia a coligação PSD/CDS-PP somou mais 232 votos do que os socialistas.

Porém, de acordo com o método de Hondt, o PS elege 65 membros e o PSD/CDS-PP menos um, enquanto um grupo de independentes obteve cinco mandatos, apesar de ter tido menos votos do que o PCP-PEV.

Na Lousada, 32,5% dos mais de 47 mil habitantes têm menos de 25 anos.

JOP // ROC

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Mariana Mortágua defende que a Caixa Geral de Depósitos devia financiar setores estratégicos para o país

Mariana Mortágua, deputada do Bloco de Esquerda, afirma que o Governo, em coordenação com o Parlamento, deveria definir a estratégia de atividade da Caixa Geral de Depósitos para se "evitar financiar atividades especulativas de empresários aventureiros" e dar prioridade a financiar setores estratégicos para o país.

"O PS continua a ser muito permeável a conjunto de interesses"

Mariana Mortágua, deputada do Bloco de Esquerda, afirma que o Partido Socialista "continua a ser muito permeável a conjunto de interesses que sempre moldaram a atuação" dos socialista e que isso se reflete na hora de votar.

Ministra Marta Temido encabeça lista do PS pelo círculo de Coimbra

 A ministra da Saúde, Marta Temido, vai encabeçar a lista socialista pelo círculo eleitoral de Coimbra nas próximas eleições legislativas, disse à agência Lusa a secretária-geral adjunta do PS, Ana Catarina Mendes.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.