Info

Petição pede o fim de anúncios de venda de animais

Petição pede o fim de anúncios de venda de animais
| País
Porto Canal (DYS)

O Movimento Movido a 4 patas e o Grupo Garra criaram uma petição com o objetivo de terminar com os anúncios de venda de animais em sites como o OLX, Custo Justo, entre outros.

Este tipo de venda está a ser posta em causa devido aos “anúncios escandalosos de venda de animais sem qualquer cuidado, ou trocas destes por objectos”, alegam as duas organizações.

Ao que a petição indica, os animais domésticos vendidos nestas plataformas, não são de criadores de referência, mas de pessoas que fazem criações sem quaisquer condições de higiene e saúde, vendendo animais vítimas de maus tratos, que vivem em condições precárias, sem estarem desparasitados ou vacinados, tornando-se assim, foco de doenças.

“Esta petição [pretende] que esta matéria seja legislada”, lê-se na petição. “Estas plataformas da internet admitem publicações sobre animais onde [estes] são considerados mercadoria, como se de um objecto se tratasse. Apesar de a actual lei não considerar os animais como seres sencientes, merecedores de uma vida digna, é imperiosa uma mudança que passe a respeitar as suas necessidades físicas e comportamentais, de acordo com a espécie”, continua o documento.

“Desta forma, os animais não devem ser alvo de um comércio que não só coloca algumas espécies em risco de extinção, bem como contribui para a proliferação de crimes de maus tratos a animais, sem que as autoridades competentes na matéria possam de alguma forma actuar”, avançam as organizações.

+ notícias: País

Covid-19: Mais seis mortes e 232 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais seis óbitos por covid-19, em relação a domingo, e mais 232 casos de infeção confirmados, dos quais 195 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) hoje divulgados.

Mais nove mortes e 328 casos confirmados de Covid-19 em Portugal nas últimas 24 horas

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) hoje divulgados.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.