Info

Licenciatura não é válida mas Sócrates mantém título de engenheiro

Licenciatura não é válida mas Sócrates mantém título de engenheiro
| Política
Porto Canal (LYC)

O curso superior do ex-primeiro-ministro, José Sócrates, foi considerado nulo, mas o seu título de engenheiro mantém-se, avançou o Correio da Manhã, esta quarta-feira.

Segundo o mesmo jornal, as equivalências dadas em diversas disciplinas na Universidade Independente, a José Sócrates, são ilegais, uma vez que foram realizadas por um órgão sem competência legal para tal. No entanto, o princípio de segurança jurídica está acima das questões legais e, por isso, este permanece com o título de engenheiro.

O CM teve acesso ao despacho do Ministério Público junto do Tribunal Administrativo de Lisboa, no qual é dito que “no caso verificou o incumprimento de todo o procedimento legalmente exigido para a atribuição da equivalência”, o que “carreta a nulidade dos atos subsequentes”. Sendo assim, “todo o percurso académico “ nomeadamente “o ato de atribuição das suas licenciaturas” são nulos.

Contudo, Sócrates continua a ser engenheiro. Segundo o Ministério Público, o princípio de segurança jurídica sobrepõe-se à legalidade, ou seja, se o título fosse retirado ao antigo primeiro-ministro, vários estudantes da Universidades Independente, que estão na mesma situação, poderiam ver “cassados os seus diplomas”.

 

+ notícias: Política

Rui Rio anuncia recandidatura à liderança do PSD

O presidente do PSD, Rui Rio, anunciou hoje que é candidato nas próximas eleições internas, afirmando estar disponível para enfrentar as adversidades inerentes, mas não as deslealdades e boicotes internos.

Governo: Costa com equipa de 50 secretários de Estados entre os quais 18 mulheres

O primeiro-ministro indigitado, António Costa, apresentou hoje ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, uma equipa de 50 secretários de Estado para o XXII Governo Constitucional, entre eles 18 mulheres.

Catarina Martins diz que a relação do Bloco de Esquerda com o Partido Socialista nunca foi fácil

Catarina Martins diz que a relação do Bloco de Esquerda com o Partido Socialista nunca foi fácil. A coordenadora do partido recusou que a perda de votos e a falta de um acordo de maioria parlamentar possam ser encarados como uma derrota do partido.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.