Info

Tribunal da Relação rejeita recurso de Sócrates sobre medidas de coacção

Tribunal da Relação rejeita recurso de Sócrates sobre medidas de coacção
| País
Porto Canal

O Tribunal da Relação de Lisboa rejeitou hoje um recurso da defesa de José Sócrates relacionado com as medidas de coação do ex-primeiro-ministro, disse à Lusa fonte do Tribunal.

O Tribunal julgou improcedente o recurso, relacionado com a questão da reapreciação da prisão preventiva, disse a fonte à Lusa.

Contactado pela Lusa o advogado do antigo dirigente socialista, João Araújo, disse que ainda não foi notificado e que espera que o seja na quarta-feira, altura em que fará uma declaração sobre a matéria.

A decisão de hoje, disse, diz respeito a um recurso interposto em abril passado.

Na última quinta-feira o Tribunal da Relação também já tinha negado um recurso da defesa de José Sócrates a invocar nulidades devido à falta de acesso do ex-primeiro ministro a factos do processo.

Segundo fonte do tribunal a defesa alegou que o ex-primeiro ministro, no interrogatório judicial, não teve acesso aos factos que constam no processo nem teve oportunidade de se pronunciar sobre a medida de coação aplicada.

A 17 de junho a Relação rejeitara outro recurso de Sócrates a contestar a declaração de especial complexidade do processo.

José Sócrates foi detido a 21 de novembro de 2014, no aeroporto de Lisboa e está indiciado por fraude fiscal qualificada, branqueamento de capitais e corrupção passiva para ato ilícito, sendo o único dos nove arguidos das "Operação Marquês" em prisão preventiva.

O empresário Carlos Santos Silva, o administrador do grupo Lena Joaquim Barroca, o ex-motorista de Sócrates João Perna, o administrador da farmacêutica Octapharma Paulo Lalanda de Castro, a mulher de Carlos Santos Silva, Inês do Rosário, o advogado Gonçalo Trindade Ferreira, o presidente da empresa que gere o empreendimento de Vale do Lobo, Diogo Gaspar Ferreira e o ex-ministro Armando Vara são os outros arguidos no processo.

+ notícias: País

Mais de 1.070 médicos foram alvo de processos disciplinares em 2018, 45 foram condenados

Mais de 1.070 processos disciplinares a médicos foram abertos no ano passado pelos conselhos disciplinares da Ordem, tendo sido condenados 45, segundo dados hoje divulgados.

Ministra da Cultura defende "revisão crítica" do modelo de apoio às artes

A ministra da Cultura, Graça Fonseca, defendeu hoje a necessidade de se avançar com uma "revisão crítica" do modelo de apoio às artes, vincando ser uma proposta recolhida nas muitas cartas e intervenções que tem visto.

Atualizado 19-10-2019 11:17

Retirar amianto é 50 vezes mais barato do que tratar doente de cancro

A Quercus alertou hoje que retirar uma cobertura de amianto de uma escola fica 50 vezes mais barato do que tratar um doente com mesotelioma, o cancro da pleura do pulmão provocado pela exposição àquela substância.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Porto Legends - The Underground...