Info

Carlos Marta nomeado presidente da Fundação do Desporto

| Desporto
Fonte: Agência Lusa

Lisboa, 27 ago (Lusa) -- Carlos Marta, a terminar o terceiro mandato na presidência da Câmara Municipal de Tondela, foi nomeado para presidente do Conselho de Administração da Fundação do Desporto, anunciou hoje o Governo.

Segundo o comunicado da tutela, o candidato derrotado por Fernando Gomes nas últimas eleições à liderança da Federação Portuguesa de Futebol foi nomeado para o cargo por despacho conjunto do Primeiro Ministro, Pedro Passos Coelho, e do Ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, Luis Marques Guedes, "de acordo com o definido nos estatutos da Fundação".

Carlos Marta, que também preside à Comunidade Intermunicipal da Região Dão Lafões, foi futebolista profissional e desempenhou outros cargos na área do desporto.

Foi presidente do Conselho Superior de Desporto, da Comissão Parlamentar à Fiscalização do Euro2004, da Associação de Futebol de Viseu e da Assembleia Geral do Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol.

A tomada de posse está marcada para quarta-feira, na Secretaria de Estado do Desporto e Juventude, após uma reunião do Conselho de Fundadores da Fundação do Desporto, que contará com a presença do Ministro da Presidência e dos Assuntos Parlamentares, Luis Marques Guedes, do Secretário de Estado Desporto e Juventude, Emídio Guerreiro, que começa às 12:00.

"Finda a reunião será apresentado publicamente o novo presidente e as principais linhas de ação de atividade da Fundação", conclui o comunicado.

NF // NF

Lusa/fim

+ notícias: Desporto

Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto não tem divulgado todas as decisões condenatórias conforme prevê a lei

A Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto não tem divulgado todas as decisões condenatórias conforme prevê a lei. O organismo responsabiliza a Comissão Nacional de proteção de dados, que contactada pelo Porto Canal diz que não existe qualquer troca de informações entre as entidades.

Conselho de Disciplina abre processo disciplinar ao Vitória de Guimarães

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou hoje a abertura de um processo disciplinar ao Vitória de Guimarães, devido a insultos racistas ao futebolista maliano do FC Porto Moussa Marega.

Insultos racistas: lei pode punir clubes até três jogos à porta fechada e multas até 10 mil euros

No seguimento do caso Marega, que foi vítima de insultos racistas durante o jogo Vitória SC vs FC Porto, em Guimarães, a lei portuguesa prevê condenações que podem chegar até três jogos à porta fechada e multas até 10 mil euros.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.