Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Preço da electricidade poderá subir mais do que 3,3% em 2015

| Economia
Fonte: Agência Lusa

Lisboa, 26 fev (Lusa) - Bruxelas alerta que o preço da eletricidade possa subir mais de 3,3% este ano e que os aumentos sejam superiores ao esperado nos próximos anos para que Portugal cumpra a meta de redução do défice tarifário em 2020.

No relatório que dá seguimento ao mecanismo de alerta de desequilíbrios macroeconómicos no âmbito do Semestre Europeu, hoje divulgado, a Comissão Europeia afirma que as medidas tomadas para diminuir o défice tarifário "parecem insuficientes para alcançar as metas" da redução do défice tarifário.

Bruxelas refere que o défice tarifário deve atingir um pico de 4.800 milhões de euros este ano, (estimativa que é superior em 400 milhões de euros ao inicialmente projetado para 2015), "o que implica que o aumento de 3,3% das tarifas de eletricidade em 2015 não vai ser suficiente para alcançar a meta de redução do défice até 2020".

Além disso, o aumento do défice tarifário "enceta um risco para o objetivo inicial das autoridades, [que era] de limitar as subidas de preço anuais entre 1,5% e 2% acima da inflação", referem os técnicos europeus.

"Isto significa que o objetivo de redução do défice em 2020 vai exigir tarifas persistentemente mais altas do que as que foram inicialmente projetadas", adverte o Executivo Comunitário.

O défice tarifário surge quando as receitas que se obtêm pela fatura da eletricidade não chegam para cobrir todos os custos associados.

SP/ND (JNM)// ATR

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Lone Star injeta já 750 milhões de euros no Novo Banco e os restantes 250 até dezembro

A Lone Star vai injetar no imediato 750 milhões de euros no Novo Banco e os restantes 250 milhões de euros vão ser aplicados ainda este ano, uma alteração face ao prazo de três anos inicialmente acordado com as autoridades.

Taxa de emprego na OCDE sobe para 67,6% e Portugal tem das subidas mais elevadas

A taxa de emprego na Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) aumentou 0,2 pontos percentuais no segundo trimestre, face ao anterior, para 67,6%, com Portugal a apresentar uma das subidas mais elevadas (seis décimas).

Altice/Media Capital: ERC não pode impedir negócio entre privados perante lei inexistente

Lisboa, 18 out (Lusa) - O presidente da Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC) considera que o órgão "não pode impedir um negócio entre privados com base numa lei que não existe", segundo a declaração de voto a que Lusa teve hoje acesso.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

Nota Alta

Mazgani - "The Faintest Light"