Info

Administração hospitalar anuncia início de obras no Hospital de Águeda

| Norte
Fonte: Agência Lusa

Águeda, 01 ago (Lusa) - A administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga anunciou hoje a adjudicação da obra de requalificação do bloco operatório e enfermarias do Hospital de Águeda, num investimento de 150 mil euros.

Numa nota à imprensa, o Centro Hospitalar do Baixo Vouga dá conta de que no dia 31 de julho foi adjudicada a obra, "que contribuirá para a consolidação da qualidade e segurança dos cuidados a prestar aos doentes" e anuncia que os trabalhos "começam já na primeira quinzena de agosto.

Segundo dá conta o texto, "está terminado o processo de adjudicação quer dos trabalhos, quer de aquisição dos equipamentos necessários à requalificação do Bloco Operatório e respetivas enfermarias de apoio do Hospital de Águeda", o que "melhorará circuitos, conferirá maior conforto e otimizará a produção cirúrgica" do Centro Hospitalar.

O presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar do Baixo Vouga, José Afonso, esclarece que o projeto se insere "no âmbito da política de qualidade e segurança do doente, é transversal às três instituições do Centro Hospitalar, e visa uma melhoria efetiva das instalações e equipamentos que, por sua vez, terão repercussão na qualidade da prestação de cuidados e no conforto do doente".

Com a intervenção agora anunciada, cada enfermaria terá duas camas (num total de doze), "respeitando as boas práticas clínicas", quando até agora, as enfermarias tinham quatro camas, "número que punha em causa a segurança do doente e o necessário controlo da infeção".

Com um investimento global na ordem dos 150 mil euros, incluindo equipamentos, os trabalhos "iniciar-se-ão no decorrer da primeira quinzena de agosto, mês em que, por se tratar de um período forte de férias, a produção cirúrgica é já, por norma, substancialmente reduzida" e deverão prolongar-se por um período de 45 dias.

A administração do Centro Hospitalar esclarece ainda que "há três semanas, foi encerrado o Bloco Operatório e as respetivas enfermarias de apoio e retirados os equipamentos para serem acondicionados em segurança, de forma a serem repostos, em perfeito funcionamento, após a conclusão da intervenção".

MSO // JGJ

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Utentes e trabalhadores do Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim e Vila do Conde denunciam faltas de condições

Caixotes do lixo junto com os da roupa dos utentes, quartos lotados, instalações antigas e falta de espaço. São estas as queixas que mais se ouvem dos utentes e de quem trabalha no Centro Hospitalar da Póvoa de Varzim e Vila do Conde. A situação arrasta-se há vários anos e sem solução à vista.

MP investiga eventual peculato na Ação Social da Universidade do Minho

As buscas realizadas aos Serviços Sociais da Universidade do Minho, em Braga, inserem-se num inquérito em que se investigam factos suscetíveis de integrarem, designadamente, o crime de peculato, disse hoje à Lusa fonte da Procuradoria-Geral da República.

S. Pedro da Cova exige que Governo considere retirada de resíduos “interesse nacional"

A Junta de Freguesia de São Pedro da Cova, Gondomar, exigiu hoje que o Governo considere a retirada dos resíduos perigosos depositados há quase duas décadas naquela localidade como "interesse nacional" de forma a "contornar" qualquer entrave judicial.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.