Info

Universidade de Coimbra lança 2.ª edição de programa de aceleração de empresas

| Economia
Fonte: Agência Lusa

Coimbra, 07 jan (Lusa) - A Universidade de Coimbra, através do Instituto Pedro Nunes (IPN), vai organizar o Ineo Start 2015, em que, durante cinco semanas, 12 equipas recebem formação para lançarem ideias de negócio no mercado.

Entre 18 de fevereiro e 20 de março, 12 equipas "que têm ideias de negócio, prestes a lançar o produto", serão ajudadas através de formação ativa, exposição das ideias e testes no mercado, sublinhou o diretor do Departamento de Valorização do Conhecimento e Inovação do IPN, Carlos Cerqueira.

Durante os dois meses deste programa de aceleração, as equipas "vão ter de testar as ideias de negócio no mercado, entrar em contacto com fornecedores, clientes e parceiros, para perceberem se o produto está no caminho certo", explicou.

Com base nesse contacto, os participantes podem "afinar o seu modelo de negócio e produto, para no final de março o poder lançar no mercado", sublinhou Carlos Cerqueira.

No decorrer do Ineo Start, as equipas vão ter formação em diferentes áreas, como "comunicação do negócio", "prototipagem" e desenvolvimento do produto junto dos clientes, "investimento" e "marketing para 'start ups'", avançou.

Para além da formação, as equipas terão a ajuda de "mentores", através da rede de empreendedores que já passaram pelo IPN, contou.

Segundo Carlos Cerqueira, este programa de aceleração "é vantajoso", quer para aqueles que participaram e que de momento "já estão no mercado e até já exportam o seu produto", quer para outros "perceberem que a ideia que tinham não era a ideia certa".

O membro do IPN recordou a empresa Aspersus, que "acabou por afinar o seu produto" no Ineo Start em 2014, tendo, depois disso, sido uma das quatro empresas finalistas do programa de aceleração de empresas Building Global Innovators (BGI), que junta universidades portuguesas e o Massachusetts Institute of Technology (MIT).

O Ineo Start conta com a colaboração da Beta-i (Associação para a promoção da inovação e do empreendedorismo) e da júnior empresa da UC JeKnowledge, sendo cofinanciado pelo Programa Operacional Competitividade e Internacionalização (COMPETE).

O programa começou, na sua atual versão, em 2014, sendo que tem como "antecessor" o Ineo Weekend, criado em 2010, e que funcionava num único fim de semana.

As inscrições são gratuitas e apenas são aceites projetos "com inovações baseadas em tecnologia e em fase de entrada no mercado".

JYGA // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Taxa turística do Porto rendeu 10,4 milhões de euros com 5,2 milhões de dormidas em 2018

A Câmara do Porto angariou 10,4 milhões de euros em 2018 com a taxa turística que começou a ser cobrada em março e se aplicou a “mais de 5,2 milhões de dormidas”, revelou esta terça-feira o vereador da Economia.

Moody's diz que banca portuguesa deve reduzir rede de agências e tem que melhorar qualidade de ativos

Os bancos portugueses estão no bom caminho, mas devem continuar a melhorar a qualidade dos ativos e reforçar os esforços de reestruturação, nomeadamente em termos da redução da rede de agências, indicaram à Lusa especialistas da Moody's.

Economia cresceu 2,1% em 2018 e ficou abaixo da meta do Governo

O Produto Interno Bruto (PIB) português aumentou 2,1% em 2018, menos 0,7 pontos percentuais do que o observado no ano anterior e abaixo da previsão do Governo de uma expansão de 2,3%, divulgou esta quinta-feira o INE.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.