Info

Sindicato denuncia "despedimento coletivo encapotado" mas ThyssenKrupp Elevadores nega

Sindicato denuncia "despedimento coletivo encapotado" mas ThyssenKrupp Elevadores nega
| País
Porto Canal

O Sindicato das Indústrias Elétricas denunciou hoje o que considera ser um "despedimento coletivo encapotado" que está a ser levado a cabo pela ThyssenKrupp Elevadores, mas a empresa alemã nega e diz que está em curso uma "reestruturação interna".

"A empresa tem exercido fortes pressões sobre os trabalhadores no sentido destes abdicarem do seu posto de trabalho para que haja uma redução de efetivos. Está a ser proposta a sua deslocalização para outras zonas do país, a dezenas de quilómetros do local atual de trabalho. Isto configura uma espécie de despedimento coletivo encapotado" disse, à agência Lusa, Manuel Correia, dirigente do Sindicato das Indústrias Elétricas do Sul e Ilhas (SIESI).

Contactada pela Lusa, a administração da ThyssenKrupp Elevadores Portugal, com sede em Massamá (Sintra), sublinhou que a empresa, com cerca de 500 trabalhadores distribuídos por várias zonas do país, está a proceder a uma "reestruturação interna", a qual vai ser explicada ao Ministério da Economia em agosto, após o sindicato ter apresentado uma queixa à tutela.

O diretor da empresa, Rui Casimiro, explicou que os "ajustes internos" têm como objetivo tornar a ThyssenKrupp Elevadores "mais flexível, e aproximá-la dos clientes" em função do mercado e do contexto económico-financeiro que se vive. Contudo, o responsável admitiu que o processo de reestruturação interno "pode levar à eliminação de um ou de outro posto de trabalho", salientando que essa situação será sempre negociada com os trabalhadores.

Rui Casimiro assumiu igualmente que pode haver deslocalizações de trabalhadores dentro da empresa, mas frisou que essa medida só avançará "com o acordo dos funcionários".

Em relação às duas situações - eliminação de postos de trabalho e a deslocalização de trabalhadores -, Rui Casimiro esclareceu que "não serão em grande escala", mas, como o processo ainda está em curso, não conseguiu adiantar o número de pessoas que serão abrangidas pelas duas medidas.

A ThyssenKrupp Elevadores Portugal dedica-se à instalação e manutenção de elevadores, e tem delegações de Norte a Sul do País, nomeadamente em Setúbal, Santarém, Faro, Portimão, Coimbra, Porto e Braga.

+ notícias: País

Covid-19: Mais seis mortes e 232 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais seis óbitos por covid-19, em relação a domingo, e mais 232 casos de infeção confirmados, dos quais 195 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral da Saúde (DGS) hoje divulgados.

Homem morre afogado numa piscina em Viseu

Um homem de 79 anos morreu hoje afogado numa piscina em Marzovelos, na cidade de Viseu, disse à agência Lusa fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro.

Portugal recebeu 39 voos do Reino Unido depois de excluído dos corredores aéreos britânicos

Portugal ficou de fora da lista dos corredores aéreos britânicos, mas isso não significa que deixe de haver voos do Reino Unido para território nacional. Só neste fim de semana aconteceram 39 voos.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.