Jornal das 13 Jornal Diário Último Jornal

Castelo de Cerveira abandonado há seis anos é o espaço mais procurado por turistas

Castelo de Cerveira abandonado há seis anos é o espaço mais procurado por turistas
| Norte
Porto Canal

O castelo de Vila Nova de Cerveira, onde está instalada a pousada Dom Dinis, abandonada há seis anos, é o espaço que desperta "maior curiosidade" dos turistas que visitam o concelho, disse hoje à Lusa o autarca local.

O socialista Fernando Nogueira adiantou que o espaço "só está disponível" para visitas, "graças ao município" que, "à revelia do proprietário daquele monumento de Interesse Público - a Direção Geral do Tesouro e Finanças (DGTF) - assegura os cuidados diários de limpeza mínimos".

Desde o lançamento em maio passado do "YTravel Cerveira", o serviço turístico lançado pela Câmara Municipal, e até setembro último "mais de um milhar de turistas" visitou o património localizado no centro histórico da vila, "em particular, o conjunto formado pelo interior do Castelo".

"Um dado ainda corroborado pelo facto de o QR Code (códigos de barras de última geração com informação que pode ser lida por 'smartphones') daquela estrutura medieval apresentar o maior acesso individual", explicou.

Em causa está o castelo com origens no século XIII, mandado construir pelo rei Dinis, classificado como monumento nacional onde se encontra instalada a pousada com o mesmo nome, que fechou em finais de 2008.

Na altura, enquanto Pousada de Portugal, integrava o grupo Pestana, que a encerrou a pretexto de obras de reabilitação.

No início deste mês, à Lusa o autarca eleito numa lista independente em 2013 disse temer pelo interesse de um investidor nacional naquela pousada face à demora no aval DGTF.

"Temos um investidor nacional interessado em investir no imóvel com um projeto na área da hotelaria, mas precisa de conhecer as condições do negócio. Estamos à espera de uma reunião com a DGTF mas marcações são difíceis, temos que ter muita paciência", afirmou na altura.

O encontro ainda não foi marcado, garantiu hoje, à Lusa, o próprio.

Este impasse levou mesmo, em 2011, à desistência de um grupo alemão interessado em criar um hotel de charme ligado às artes.

"Os investidores querem respostas rápidas. Este promotor nacional já veio duas vezes a Vila Nova de Cerveira para reunir connosco e para nos pedir informações. Parece-me um interesse real, caso contrário não faria algumas centenas de quilómetros de ânimo leve", sustentou.

A pousada foi inaugurada a 03 de setembro de 1982 e possuía restaurante, bar e 29 quartos.

A falta de viabilidade da unidade terá sido o argumento invocado para o encerramento definitivo da pousada, que funcionou durante cerca de 26 anos.

Após o fecho o grupo Pestana devolveu a posse do edifício à ENATUR (Empresa Nacional de Turismo), que em 2011 o entregou à DGTF.

+ notícias: Norte

Dois detidos em flagrante por incêndios florestais no distrito de Bragança

A realização de queimadas agrícolas levou à detenção de dois homens, durante o fim de semana, no distrito de Bragança, por terem gerado incêndios florestais, informou hoje a GNR.

União Europeia decide hoje sede da Agência Europeia do Medicamento

O Conselho da União Europeia (UE) decide hoje a 27 para onde será deslocada a Agência Europeia do Medicamento (EMA), à qual se candidata o Porto, e que sai do Reino Unido por causa Brexit.

Lítio de Montalegre coloca empresas em 'rota de colisão'

Em Montalegre há uma 'guerra' entre empresas por causa do lítio. A Luso Recursos, que detém o contrato de prospecção deste minério, já enviou para a Direcção Geral de Energia e Geologia o pedido de exploração definitiva da concessão. Recorde-se que a empresa de Braga enfrenta em tribunal os australianos, antigos parceiros no projeto.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

DESCUBRA MAIS