Info

Nuno Crato apela a diálogo com PS sobre modelo de colocação de professores

Nuno Crato apela a diálogo com PS sobre modelo de colocação de professores
| Política
Fonte: Agência Lusa

O ministro da Educação, Nuno Crato, apelou hoje no parlamento a um diálogo com o Partido Socialista (PS) sobre o modelo de colocação de professores, defendendo que é necessária "mais transparência" nesse processo.

"É preciso transparência e não opacidade na colocação de professores. Julgo que seria muito interessante fazer um debate com o PS sobre a colocação de professores, mas esse é um debate para ser feito depois de corrigir os erros no imediato", declarou o ministro.

Nuno Crato falava perante os deputados, na comissão parlamentar de Educação, Ciência e Cultura, numa audição regular perante uma sala cheia, e respondia a um repto lançado pela deputada do Partido Social-Democrata (PSD), Isilda Aguincha, que defendeu que "os professores querem trabalhar além das guerras político-partidárias de alguns".

"Faço o repto para que todas as forças políticas [devam] debater a questão da colocação de professores, para evitar que o ano letivo arranque sem todos os professores colocados", declarou a deputada.

Antes a deputada socialista Odete João acusou Nuno Crato de se ter transformado num "símbolo da incapacidade política e da anarquia ideológica".

"Este é o pior ano da educação em Portugal. O senhor ministro já conquistou, pelas razões que menos esperava, um lugar na história contemporânea da educação em Portugal", criticou a parlamentar do PS, acusando Nuno Crato e o secretário de Estado da Administração Escolar, Casanova de Almeida, de serem responsáveis por uma "tamanha trapalhada" para a qual se torna "difícil encontrar palavras para explicar o sucedido".

+ notícias: Política

Costa afasta "Bloco Central" e recusa aceitar incapacidade da esquerda para visão comum

O secretário-geral socialista garantiu hoje que vai manter o rumo político e não haverá "Bloco Central" PS/PSD, frisando que recusa aceitar que a esquerda seja incapaz de se entender sobre uma visão comum para o país.

Efacec: Marcelo quer nacionalização "quanto mais curta melhor"

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou na sexta-feira que a nacionalização da Efacec não é para ser duradoura, defendendo que "quanto mais curta melhor".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.