Info

Vitela assada à moda de Fafe, como a do século XIX, em festival gastronómico

| Norte
Fonte: Agência Lusa

Fafe, 08 out (Lusa) - A "genuína" vitela à moda de Fafe, "cozinhada com o receituário do século XIX", vai pela primeira vez ter um festival gastronómico promovido naquela cidade minhota, disse hoje à Lusa a organização.

"Queremos mostrar ao país que o melhor sítio para comer a vitela à moda de Fafe só pode ser na nossa terá, porque é algo de único", comentou Pompeu Martins, vereador na autarquia local, em declarações à agência Lusa.

O vereador prometeu que os oito restaurantes do concelho, que vão participar, a partir de sexta-feira, no "1º Festival da Vitela Assada à Moda de Fafe", servirão a especialidade, cumprindo "todas as exigências de qualidade".

Sublinhou, por outro lado, ser "uma honra merecida" a iguaria merecer um certame que está a ser preparado, "com gosto" pelo município, em articulação com a respetiva confraria gastronómica.

À questão da Lusa sobre o que distingue a vitela à moda de Fafe de outras formas de preparação, o representante da organização respondeu, prontamente, haver "muitas diferenças".

A principal é a preparação do repasto usar exclusivamente vitela, ou seja, vincou, uma vaca com idade inferior a nove meses, o que confere uma textura mais macia à carne, muito apreciada pelos comensais.

Os animais, de raça barrosã ou minhota, são alimentados com leite e cereais produzidos na Serra de Fafe, garantindo um melhor sabor, acrescentou o vereador, igual ao que desfrutavam os nossos avós.

Cumprindo o ritual que passou de geração em geração, na cozinha, o prato centenário é temperado com vinho verde branco, louro, pimenta e alho.

Os "donos do segredo", alguns com décadas de aprumo e experiência, respeitam quase religiosamente os preceitos de preparação preconizados pela confraria, para que a carne e os acompanhamentos entranhem, sem pressas, os sabores, os aromas e as tonalidades de uma verdadeira "Vitela Assada à Moda da Fafe". Os especialistas dizem que, assim, o "pitéu casará" na perfeição com o vinho verde.

De sexta-feira a domingo, os restaurantes vão preparar a vitela com fornos a lenha e pingadeiras tradicionais (recipiente em barro utilizado para assar a carne).

A mostra gastronómica propiciará ainda aos visitantes a oportunidade de, entre as principais refeições, petiscarem bolinhos de bacalhau, pataniscas, alheiras ou as moelas, entre outros sabores do Minho, "regados" com o vinho verde.

O espaço terá ainda uma pequena mostra com produtos da terra, para os visitantes poderem observar ou adquirir vinhos, compotas, enchidos, doces tradicionais e artesanato do concelho.

A mostra contará com animação musical, sobressaindo os cavaquinhos, artesanato e grupos de bombos, para além dos jogos tradicionais, entre os quais o jogo do pau, típico de Fafe.

"Será uma grande festa popular associada ao festival gastronómico", assinalou, prometendo "um fim de semana carregado de regionalismo, no seu melhor sentido".

O espaço onde trabalharão os restaurantes, na Praça das Comunidades, com 1.000 metros quadrados, terá capacidade para servir 400 refeições em simultâneo.

APM // JGJ

Lusa/fim

+ notícias: Norte

Hospital de Braga sem gastrenterologia: Governo diz que urgência noturna pode ser recuperada

O secretário de Estado da Saúde, Lacerda Sales, acredita que a urgência noturna do Hospital de Braga que está sem gastrenterologia pode ser recuperada e remete mais respostas para o conselho de administração do Hospital e para a Administração Regional de Saúde.

Autarca de Espinho diz que Eduardo Vítor Rodrigues não tem condições para continuar à frente da Área Metropolitana do Porto

O autarca de Espinho, Pinto Moreira, diz que Eduardo Vítor Rodrigues não tem condições para continuar à frente da Área Metropolitana do Porto. Em causa está o chumbo de um nome proposto pelo atual presidente para a Comissão Executiva do Órgao Intermunicipal.

Remoção dos resíduos perigosos depositados em São Pedro da Cova "vai finalmente avançar"

A remoção dos resíduos perigosos depositados em São Pedro da Cova, Gondomar, "vai finalmente avançar", disse hoje o presidente da câmara local, Marco Martins, revelando que o visto do Tribunal de Contas (TdC) que faltava chegou "esta semana".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.