Info

Portagens nas ex-scut tiraram espanhóis à região Centro - Entidade de Turismo

| Economia
Fonte: Agência Lusa

Coimbra, 11 set (Lusa) -- O presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro, Pedro Machado, afirmou hoje, em Coimbra, que a introdução de portagens nas antigas vias sem custos para os utilizadores (scut) provocou a diminuição de turistas espanhóis na região.

"Uma região que tem portajadas todas as vias de acesso", como acontece com o Centro de Portugal, "perde competitividade", afirmou Pedro Machado, apontando também os elevados custos das portagens como fator igualmente penalizador para o turismo na região.

Se em vez de se terem introduzido portagens nas ex-scut, se tivesse aumentado o preço da gasolina, "em cinco ou seis cêntimos", o Estado teria obtido mais receitas e o país seria visitado por mais turistas, disse Pedro Machado.

O responsável pela Turismo do Centro falava no auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), em Coimbra, numa conferência sobre o Plano de Ação para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal, que decorre hoje, por iniciativa do instituto público Turismo de Portugal.

Na conferência participaram também os secretários de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Regional, Adolfo Mesquita Nunes e Manuel Castro Almeida, respetivamente, os presidentes da CCDRC, Ana Abrunhosa, do Turismo de Portugal, João Cotrim de Figueiredo, da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), Manuel Machado, do Conselho Regional do Centro, João Azevedo, e da Confederação do Turismo Português, Francisco Calheiros, entre outros responsáveis.

O economista Augusto Mateus e o professor da Universidade de Aveiro Carlos Costa também intervieram na sessão da manhã da conferência, que integra um "workshop", durante a tarde.

A inexistência de um aeroporto na região Centro também "não deixa de ser uma condicionante" para o desenvolvimento do turismo nesta área do país, sustentou Pedro Machado, considerando que a região tem, por isso, de continuar a trabalhar em função dos aeroportos de Lisboa e Porto.

A criação de uma eurorregião, formada pelo Centro de Portugal e pela província espanhola de Castela e Leão é um projeto que justifica atenção, defendeu Pedro Machado, referindo que esta área reuniria seis a sete milhões de habitantes, que também são consumidores, potenciando o turismo dos respetivos países, sem pôr em causa a cultura e identidade de cada região.

JEF // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Sinistralidade rodoviária tem impacto económico e social negativo de 1,2% do PIB

O secretário de Estado da Proteção Civil afirmou este domingo que o impacto negativo, económico e social da sinistralidade rodoviária em Portugal é de 2,3 mil milhões de euros, equivalente a 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Professores com horários incompletos contestam "anarquia" nos descontos para a Segurança Social

Dezena e meia de professores contratados com horários incompletos manifestaram-se este sábado no Porto, afirmando-se “lesados” nos descontos para a Segurança Social e acusando o Governo de “ignorar a arbitrariedade e anarquia total” da sua situação contributiva.

BE quer transportes públicos gratuitos para crianças até aos 12 anos

O Bloco de Esquerda quer que todas as crianças até aos 12 anos tenham acesso gratuito aos transportes públicos e que sejam alocadas verbas do Imposto Sobre Produtos Petrolíferos para o Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.