Jornal Diário Jornal das 13

Portagens nas ex-scut tiraram espanhóis à região Centro - Entidade de Turismo

| Economia
Fonte: Agência Lusa

Coimbra, 11 set (Lusa) -- O presidente da Entidade Regional de Turismo do Centro, Pedro Machado, afirmou hoje, em Coimbra, que a introdução de portagens nas antigas vias sem custos para os utilizadores (scut) provocou a diminuição de turistas espanhóis na região.

"Uma região que tem portajadas todas as vias de acesso", como acontece com o Centro de Portugal, "perde competitividade", afirmou Pedro Machado, apontando também os elevados custos das portagens como fator igualmente penalizador para o turismo na região.

Se em vez de se terem introduzido portagens nas ex-scut, se tivesse aumentado o preço da gasolina, "em cinco ou seis cêntimos", o Estado teria obtido mais receitas e o país seria visitado por mais turistas, disse Pedro Machado.

O responsável pela Turismo do Centro falava no auditório da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), em Coimbra, numa conferência sobre o Plano de Ação para o Desenvolvimento do Turismo em Portugal, que decorre hoje, por iniciativa do instituto público Turismo de Portugal.

Na conferência participaram também os secretários de Estado do Turismo e do Desenvolvimento Regional, Adolfo Mesquita Nunes e Manuel Castro Almeida, respetivamente, os presidentes da CCDRC, Ana Abrunhosa, do Turismo de Portugal, João Cotrim de Figueiredo, da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), Manuel Machado, do Conselho Regional do Centro, João Azevedo, e da Confederação do Turismo Português, Francisco Calheiros, entre outros responsáveis.

O economista Augusto Mateus e o professor da Universidade de Aveiro Carlos Costa também intervieram na sessão da manhã da conferência, que integra um "workshop", durante a tarde.

A inexistência de um aeroporto na região Centro também "não deixa de ser uma condicionante" para o desenvolvimento do turismo nesta área do país, sustentou Pedro Machado, considerando que a região tem, por isso, de continuar a trabalhar em função dos aeroportos de Lisboa e Porto.

A criação de uma eurorregião, formada pelo Centro de Portugal e pela província espanhola de Castela e Leão é um projeto que justifica atenção, defendeu Pedro Machado, referindo que esta área reuniria seis a sete milhões de habitantes, que também são consumidores, potenciando o turismo dos respetivos países, sem pôr em causa a cultura e identidade de cada região.

JEF // SSS

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

António Costa diz que "em outubro tem de haver um acordo final" sobre o Brexit

O primeiro-ministro, António Costa, disse hoje que em outubro tem de haver um acordo final para a saída do Reino Unido da União Europeia, depois de terem sido registados "progressos reais" nas negociações com o Governo de Theresa May.

ASAE apreendeu cerca de 100 quilos de pescado em operação de fiscalização

A Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE) apreendeu cerca de 100 quilos de pescado e instaurou um processo-crime por contrafação no âmbito de uma operação de fiscalização em todo o país, que termina na sexta-feira.

Eixo Atlântico quer ligação direta entre a Linha do Minho e o Aeroporto do Porto

O eixo atlântico quer uma ligação direta entre a Linha do Minho e o Aeroporto do Porto. Esta é uma das propostas que o grupo de autarcas do Norte de Portugal e da Galiza já levou ao Ministro do Planeamento e das Infraestruturas e que pode vir a ser incluída no Programa Nacional de Investimentos 2030.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.