Info

Refer lança passagem superior para melhorar segurança junto a apeadeiros da Maia

| Norte
Fonte: Agência Lusa

Maia, 25 ago (Lusa) - A Rede Ferroviária Nacional (Refer) anunciou hoje ter consignado a construção de uma passagem superior pedonal sobre a Linha do Minho, entre os apeadeiros de Águas Santas e de Palmilheira, Maia, numa zona marcada por acidentes fatais.

Em comunicado, a Refer refere que os trabalhos custarão 359.183 euros e adianta que deverão estar concluídas em cinco meses. Consistem na construção de uma estrutura metálica dotada de escadas e de elevadores.

A intervenção, assinala a empresa, "viabilizará a supressão do atravessamento de nível numa zona de "risco elevado devido às velocidades praticadas, número de circulações e utilizadores".

Já foram realizadas diversas "ações de mitigação", mas sem se evitarem acidentes, "alguns dos quais fatais", admite a entidade responsável pela rede ferroviária nacional.

A obra enquadra-se no Plano de Supressão e Reclassificação de Passagens de Nível que a Refer tem em curso desde 1999, e que, segundo a empresa, permitiu eliminar mais de 65% das travessias existentes e melhorar as condições de segurança em cerca de 700 das que subsistem.

O investimento nestes trabalhos, atingindo um valor global na ordem dos 350 milhões de euros, permitiu reduzir em 83% o número de acidentes nestes atravessamentos, garante a empresa.

No âmbito do mesmo programa, a Refer anunciou na sexta-feira a conclusão de uma intervenção similar também no Grande Porto.

Trata-se da construção de uma passagem superior sobre a Linha do Norte, ao quilómetro 331, junto ao apeadeiro de Coimbrões, concelho de Vila Nova de Gaia.

Neste caso, o investimento foi de 230 mil euros.

JGJ // MSP

Lusa/fim

+ notícias: Norte

Estrada A29 reaberta nove horas depois de ter sido cortada em Gaia

A circulação no sentido sul/norte da A29, em São Félix da Marinha (Gaia), foi esta terça-feira retomada às 16h20, nove horas após o corte devido a um acidente com um pesado e cinco ligeiros, disseram fontes oficiais.

Leça da Palmeira: Monte de Santana pode estar a colocar em risco moradores

Os moradores que vivem junto ao Monte de Santana, em Leça da Palmeira, estão alarmados com a constante queda de pedras do talude. A Câmara Municipal de Matosinhos diz que essa parte do terreno é responsabilidade dos moradores e não da autarquia mas garante que não há perigo de derrocada. Ainda assim, quem ali mora, sente-se inseguro.

Greve paralisou Metro do Porto com adesão de "98 a 99%"

A greve desta segunda-feira dos "cerca de 200" profissionais da ViaPorto ao serviço da Metro do Porto teve uma "adesão entre os 98% e os 99%", levando a uma paralisação quase total, segundo o sindicato.

Atualizado 11-12-2018 11:30

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.