Info

EDP diz que morte de trabalhador apenas parou "uma frente" das obras de barragem

| País
Fonte: Agência Lusa

Vieira do Minho, 23 mai (Lusa) - A EDP garantiu hoje que apenas está parada "uma frente" das obras de reforço da potência da central hidroelétrica Venda Nova III, em Vieira do Minho, na sequência de um acidente que matou um trabalhador, a 28 de abril.

"A obra não está parada. Apenas uma frente de trabalhos: a colocação de blindagens", referiu a EDP, em nota enviada à agência Lusa.

O acidente mortal na central hidroelétrica de Venda Nova III registou-se a 28 de abril, quando um trabalhador foi esmagado por um cilindro metálico com 12 toneladas, que caiu na sequência da rutura da estrutura de suporte.

O inspetor-geral da Autoridade para as Condições do Trabalho (ACT), Pedro Pimenta Braz, disse hoje à Lusa que se tratou de um acidente "algo complexo e iminentemente técnico", pelo que há ainda "uma série de questões que têm de ser apuradas".

"Até lá, a obra continuará suspensa", acrescentou.

Se se provar que o problema teve a ver com a metodologia de suporte daqueles cilindros, a empresa terá de encontrar outra solução.

Entretanto, e enquanto não são conhecidos os resultados das peritagens, "aquela metodologia não poderá ser utilizada em mais nenhuma obra do género".

Aquele estaleiro de Vieira do Minho emprega 892 trabalhadores e envolve 51 empresas subcontratadas.

VCP // ARA

Lusa/Fim

+ notícias: País

Sete escolas superiores, três delas no Norte, com ordem de encerramento por falta de acreditação

Sete escolas superiores, três delas localizadas no Norte do país, chumbaram na avaliação da agência de acreditação do ensino superior e têm ordem de encerramento compulsivo, mas algumas vão poder manter-se abertas até aos atuais alunos concluírem os cursos, adiantou esta terça-feira a tutela.

Polícia espanhola entrega à PJ português que terá sequestrado filha menor em Braga

A Polícia Nacional espanhola de Vigo entregou à Polícia Judiciária do Porto um pai português alvo de um mandado europeu de detenção e que alegadamente sequestrou a filha de 10 anos em Braga, há dois meses.

Fogo em Vila de Rei e Mação dominado em 90%, evolução com "reservas" devido ao vento

O fogo que lavra desde sábado em Vila de Rei (Castelo Branco) e Mação (Santarém) mantém-se dominado em 90%, existindo ainda zonas "muito quentes", sendo as próximas horas encaradas "com muita reserva", disse esta segunda-feira a proteção civil.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.