Info

Maiores exportadores nordestinos presentes na 3.ª Expo Trás-os-Montes

| Norte
Fonte: Agência Lusa

Bragança, 15 mai (Lusa) - As maiores empresas exportadoras do Nordeste asseguram presença na 3.ª edição da Expo Trás-os-Montes, um certame que pretende mostrar a capacidade produtiva e de internacionalização do tecido empresarial regional.

"A Expo Trás-os-Montes tem em vista atrair pessoas a visitarem a região e, ao mesmo tempo, contribuir para a qualificação do tecido empresarial regional", disse Eduardo Malhão, presidente do Núcleo Empresarial de Bragança (NERBA), entidade organizadora do certame que foi apresentado hoje.

A mostra, acrescentou a fonte, "tem por missão ajudar os nossos empresários a ganharem uma nova visão e dimensão em termos de estratégia de 'marketing', de inovação e internacionalização e assim ao atrair pessoas do exterior estamos a exportar o território".

Apesar do clima de crise vivido em Portugal, as empresas da região mostraram "recetividade" ao evento que, entre 30 de maio e 01 de junho, contará com cerca de uma centena de expositores das mais variadas áreas de negócio projetando assim " uma imagem positiva da região transmontana", certame que é da responsabilidade do NERBA.

Durante o certame, que decorre no pavilhão do NERBA, em Bragança, estão programados diversos fóruns temáticos, espetáculos musicais com artistas como Dulce Pontes e Roberto Leal, bem como a presença de escritores como J. Rentes de Carvalho e Francisco José Viegas.

A gastronomia associada ao turismo natureza são ingredientes deste evento que teve em conta o facto de mais de 70% dos turistas que visitam a região serem atraídos pelosos pratos típicos regionais.

No que concerne à vertente económica, o destaque do certame vai para a realização do Fórum Económico de Trás-os-Montes, que reunirá empresários, gestores, dirigentes associativos, autarcas e académicos em torno de um objetivo comum: "uma estratégia de desenvolvimento para a região".

Pelo terceiro ano consecutivo, o NERBA lança o desafio aos produtores, aos empresários, aos artesãos, às escolas, aos operadores turísticos, aos municípios e outros agentes de desenvolvimento, confirmando a determinação de todos em aproveitar o enorme potencial da economia regional.

No entanto, é no decorrer da Expo Trás-os-Montes que a oferta ganha ainda maior força, dado que no pavilhão do NERBA será possível provar e comprar aquelas que são as maiores iguarias transmontanas.

Na lista de expositores que já garantiram a sua presença destacam-se as empresas ligadas à energia, novas tecnologias, panificação, produtos tradicionais e agro-indústria.

De referir que muitos dos produtos que podem ser adquiridos durante o certame ostentam o selo de Denominação de Origem Protegida, Indicação Geográfica Protegida ou Especialidade Tradicional Garantida, dado que Expo Trás-os-Montes pretende diferenciar-se pela qualidade.

FYP // JGJ

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Sete novas ambulâncias do INEM destinadas ao Norte paradas devido a problemas elétricos

As novas ambulâncias do INEM que entraram ao serviço em abril estão a dar problemas no sistema elétrico. Das 20 viaturas que foram entregues, nove estão paradas sendo que sete dessas ambulâncias deviam operar em Ovar, Vila Nova de Gaia e Espinho, apurou o Porto Canal. 

Pais pedem esclarecimento sobre início das obras na ala pediátrica do Hospital de São João

A Associação Pediátrica Oncológica do Hospital de São João exige saber em concreto quando arrancam as obras da nova ala pediátrica. Tendo em conta que já foi oficializada a adjudicação da obra à construtora Casais Engenharia, os pais não entendem o porquê de não haver ainda uma data para o arranque dos trabalhos no terreno ao qual o hospital responde que o estaleiro vai ser montado no ínicio de outubro.

Antigo autarca de Cabeceiras de Basto condenado por peculato e falsificação

O Tribunal de Guimarães condenou esta segunda-feira a quatro anos e quatro meses de prisão, com pena suspensa, um ex-presidente da Junta de Freguesia de Pedraça, Cabeceiras de Basto, que se apropriou indevidamente de quase 32 mil euros pertença da autarquia.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.