Jornal Diário Jornal das 13 Último Jornal

Barcelos suprime quatro perigosas passagens de nível com investimento de 1,1 ME

| Norte
Fonte: Agência Lusa

Barcelos, 13 mai (Lusa) - A Refer consignou, por 1,1 milhões de euros, a empreitada de construção de três passagens desniveladas ao caminho-de-ferro no concelho de Barcelos, que permitirão a supressão de quatro perigosas passagens de nível sem guarda, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Rede Ferroviária Nacional especificou que em causa está a construção de uma passagem inferior rodoviária na União das Freguesias de Barcelos, Vila Boa e Vila Frescainha (São Martinho e São Pedro), uma passagem inferior de peões na freguesia de Abade de Neiva e uma passagem superior agrícola na União das Freguesias de Tamel (Santa Leocádia) e Vilar do Monte, bem como os respetivos restabelecimentos de acesso.

Estas intervenções viabilizarão a supressão de quatro passagens de nível "que apresentam risco elevado, devido às velocidades praticadas no troço e às reduzidas condições de visibilidade no avistamento dos comboios".

A empreitada tem um prazo de execução de 180 dias.

Esta é mais uma ação inscrita no Plano de Supressão e Reclassificação de Passagens de Nível que a Refer tem em curso desde 1999, e que já permitiu suprimir mais de 65 por cento daquelas travessias.

O mesmo plano permitiu ainda melhorar as condições de segurança em cerca de 700 das passagens de nível que subsistem.

No total, o investimento ascende a 350 milhões de euros.

VCP // JGJ

Lusa/fim

+ notícias: Norte

Prejuízos na agricultura estão a ser contabilizados em Lamego

A Câmara de Lamego disse hoje que, em conjunto com representantes de proprietários e agricultores, está a desenvolver esforços para quantificar os prejuízos causados pelo mau tempo de quarta-feira à tarde.

Grupo armado assalta ourivesaria em Ponte de Lima e vizinho reage a tiro

Um grupo armado roubou hoje uma ourivesaria no centro histórico de Ponte de Lima e há registo de que um vizinho disparou contra os assaltantes, desconhecendo-se se houve resposta ou feridos, informou fonte policial.

Centenas de pessoas acusam organizador de caminhadas em Arcos de Valdevez de fraude

Centenas de pessoas pagaram para fazer uma caminhada na ecovia de Sistelo em Arcos de Valdevez mas acabaram abandonados e sem qualquer apoio da organização. As pessoas queixam-se de falta de assistência e de seguro e dizem-se vítimas de uma fraude.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.