Info

Novo presidente do Lar do Comércio em Matosinhos quer criar cuidados continuados

Novo presidente do Lar do Comércio em Matosinhos quer criar cuidados continuados
| Norte
Porto Canal com Lusa

O presidente do Lar do Comércio, que tomou hoje posse, quer criar uma valência de cuidados continuados e “restituir dignidade” a esta instituição de Matosinhos, que registou mais de 100 infetados e 24 mortes por covid-19.

“Vamos colocar a instituição no local onde já esteve pelas melhores referências, pelas boas práticas na assistência e pela humanização na prestação dos cuidados”, disse António Bessa na cerimónia de tomada de posse.

Apesar de focado em “devolver” à instituição “tudo o que perdeu nestes últimos anos”, o agora diretor assume, contudo, estar ciente de que o rumo desta não se muda de um dia para o outro.

Mas considera-se “determinado” a “curar as feridas abertas” e a prevenir que estas não se repitam.

Outro dos objetivos traçados assenta na criação de uma valência de cuidados continuados, algo que considera “essencial” numa instituição como o Lar do Comércio.

Em 2017, António Bessa despediu-se do cargo de vice-presidente por não concordar com “algumas coisas que lá se passavam”.

Desde 1991 que a liderança estava a cargo de José Moura, que decidiu retirar a sua candidatura às eleições, depois do anúncio da encabeçada por o agora presidente.

A 19 de outubro de 2020 foi divulgado um relatório da Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados (CDHOA), segundo o qual tinham sido detetados indícios de “violação grave” de direitos humanos no Lar do Comércio e o “incumprimento reiterado” de orientações recebidas em vistorias.

Depois de o Ministério Público instaurar um inquérito à instituição, fonte do próprio Lar do Comércio disse em 02 de outubro à agência Lusa que uma diretora técnica da instituição foi constituída arguida.

Acrescentou que a própria instituição não foi constituída arguida no inquérito criminal em curso no Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) de Matosinhos, mas admitiu que dirigentes do lar venham a ser ouvidos pelo procurador.

+ notícias: Norte

Hospital de Vila Nova de Gaia com mais 24 camas devido ao aumento de casos de Covid-19

O Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho (CHVNG/E) anunciou hoje que uma enfermaria de 24 camas reconvertida para doentes covid, mas que se encontrava em 'stand-by', entrou hoje em funcionamento devido ao aumento de casos.

Cidade do Porto com alguma afluência nas ruas no regresso ao confinamento

Cidade do Porto com alguma afluência nas ruas no regresso ao confinamento

ATL e Centros de Explicação fecham e deixam crianças sozinhas nos recreios

ATL e Centros de Explicação fecham e deixam crianças sozinhas nos recreios

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

D'Mais

Cuida de ti - três mitos do...

N'Agenda

"Eu toco porque há coisas que...