Info

Portugal com mais quatro mortos e 425 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal com mais quatro mortos e 425 novos casos de Covid-19 nas últimas 24 horas
| País
Porto Canal com Lusa

Portugal contabiliza hoje mais quatro mortos relacionados com a covid-19 e 425 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Desde o início da pandemia Portugal já registou 1.957 mortes e 74.029 casos de infeção, estando hoje ativos 24.188 casos, mais 184 do que no dia anterior.

A DGS indica que das quatro mortes registadas, três ocorreram na região Norte e uma em Lisboa e Vale do Tejo, onde também se verifica o maior número de infeções.

O número de internamentos hospitalares voltou a subir nas últimas 24 horas, registando-se mais 24 pessoas, num total de 659 doentes internados com covid-19, assim como os doentes colocados nas unidades de cuidados intensivos, que segundo os últimos dados são agora 98 (mais nove).

O boletim refere ainda que as autoridades de saúde têm em vigilância 44.171 contactos, menos 103 em relação a domingo, e que foram dados como recuperados nas últimas 24 horas 237 doentes.

Desde o início da pandemia em Portugal já recuperaram da doença 47.884 pessoas.

Na região de Lisboa e Vale do Tejo foram notificados mais 188 novos casos de infeção, contabilizando 37.816 casos e 754 mortes.

A região Norte regista hoje mais 168 novos casos de covid-19, totalizando 26.575 e 884 mortos desde o início da pandemia em março.

Na região Centro registaram-se mais 43 casos, contabilizando no total 6.060 infeções e 262 mortos.

No Alentejo foram registados mais sete casos de covid-19, totalizando 1.494 casos, mantendo-se os 23 mortos anteriormente registados.

A região do Algarve tem hoje notificados mais 19 casos de infeção, somando 1.600 casos e mantém os 19 mortos já anteriormente contabilizados.

Na Região Autónoma dos Açores não foi registado qualquer novo caso nas últimas 24 horas, somando 267 infeções detetadas e 15 mortos desde o início da pandemia.

A Madeira também não registou novos casos, mantendo-se as 217 infeções e sem óbitos até hoje.

Os casos confirmados distribuem-se por todas as faixas etárias, situando-se entre os 20 e os 59 anos o registo de maior número de infeções, com um destaque para a faixa entre os 30 e os 49.

Globalmente, o novo coronavírus já infetou em Portugal pelo menos 33.553 homens e 40.476 mulheres, de acordo com os casos declarados.

Do total de vítimas mortais, 985 eram homens e 972 mulheres.

O maior número de óbitos continua a concentrar-se nas pessoas com mais de 80 anos.

O boletim de hoje divulga o número de casos por concelhos, sendo Lisboa o que continua a apresenta mais infeções (6.517), seguido de Sintra (5.441), Loures (3.092) e Amadora (3.038) e Vila Nova de Gaia (2.275).

O concelho de Odivelas regista 2.209 infeções por covid-19, Cascais tem 2.036, o Porto 1.802, Oeiras 1.725, Vila Franca de Xira 1.630 e Matosinhos 1.538.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de um milhão de mortos e mais de 33,1 milhões de casos de infeção em todo o mundo, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

+ notícias: País

Novo recorde de infeções por Covid-19 em Portugal com 3.669 novos casos. Registam-se mais 21 mortes

Portugal regista hoje 3.669 novos casos de infeção com o novo coronavírus, o valor diário mais elevado desde o início da pandemia, e mais 21 mortes relacionadas com a covid-19, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Relógios atrasam uma hora na próxima madrugada

Os relógios vão atrasar 60 minutos na próxima madrugada em Portugal para dar início ao horário de inverno, segundo o Observatório Astronómico de Lisboa.

Portugal quer alta velocidade atlântica e recusa "solução imposta" por Espanha

A ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, apontou hoje a ligação atlântica Lisboa-Porto-Vigo como a prioridade portuguesa para a rede ibérica de alta velocidade e avisou Espanha que o Governo português não aceita uma "solução imposta".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

D'Mais

Alberto Índio e Inês...