Info

Governo: Costa muda cinco secretários de Estado abrangendo Educação, Saúde, Infraestruturas e Mar

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 16 set 2020 (Lusa) - O primeiro-ministro propôs hoje a substituição de cinco secretários de Estado do seu Governo ao Presidente da República, que aceitou essas mudanças que abrangem os ministérios da Educação, Saúde, Infraestruturas e Habitação, e Mar.

Esta informação consta de uma nota publicada no portal da Presidência da República na Internet.

No Ministério da Educação, a ex-presidente da Câmara de Odivelas e deputada do PS Susana Amador deixa as funções de secretária de Estado da Educação, sendo substituída pela jurista Inês Ramires.

Jamila Madeira, antiga líder da Juventude Socialista, eurodeputada e dirigente do PS, sai das funções de secretária de Estado Adjunta e da Saúde, cargo que passa a ser desempenhado por António Sales, que sobe assim na hierarquia da equipa liderada pela ministra Marta Temido.

Para a equipa do Ministério da Saúde, entra como novo secretário de Estado Diogo Serras Lopes, até aqui vice-presidente do conselho diretivo da Administração Central do Sistema de Saúde e que foi assessor para as questões económicas no gabinete do primeiro-ministro, António Costa.

Na equipa do ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos, são exonerados os secretários de Estado Adjunto e das Comunicações, Alberto de Souto de Miranda, e da Habitação, Ana Pinho, sendo substituídos respetivamente por Hugo Santos Mendes e pela vice-presidente da bancada socialista Marina Gonçalves.

No Ministério do Mar, José Apolinário abandona as funções de secretário de Estado das Pescas para se candidatar em outubro à eleição para presidente da Comissão de Coordenação e Regional do Algarve, cargo que passa a ser desempenhado por Teresa Estêvão Pedro, advogada e que foi representante de Portugal no Conselho de Administração da Agência Europeia de Controle das Pescas entre 2010 e 2012.

PMF // JPS

Lusa/fim

+ notícias: Política

Plano 2020/30: PR classifica plano como "uma peça" da estratégia nacional

O Presidente da República classificou hoje o Plano de Recuperação e Resiliência como "uma peça" da estratégia para o país nos próximos 10 anos, havendo investimentos que não estão identificados porque têm outros financiamentos.

Covid-19: Utilização de testes rápidos definida no final da semana

A utilização de testes rápidos de detenção de covid-19 será definida no final da semana por um conjunto de peritos, disse hoje a ministra da Saúde, ressalvando que a fiabilidade dos resultados é uma preocupação.

Plano 2020/30: Costa afirma que resposta à crise é um desígnio que exige unidade

O primeiro-ministro considerou hoje que a resposta à crise atual é um desígnio que exige unidade e defendeu que a execução dos recursos financeiros europeus ao longo dos próximos anos exige a mínima burocracia e a máxima transparência.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.