Info

Estado da União: Principais grupos políticos do PE destacam recuperação económica

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 16 set 2020 (Lusa) -- Os líderes dos três maiores grupos políticos do Parlamento Europeu (PE) salientaram hoje a importância da recuperação económica e da dinamização do emprego, a par do respeito pelo Estado de Direito, reagindo ao discurso do Estado da União.

O líder do Partido Popular Europeu (PPE), Manfred Weber, destacou que a prioridade do seu grupo, o maior do PE, é "emprego, emprego, emprego", para fazer face à crise económica causada pela pandemia de covid-19.

Reagindo ao discurso da presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, Weber subscreveu a importância do avanço na área digital e do pacto ecológico "para estimular novos postos de trabalho" e investir na próxima geração.

"O Estado da União não é bom, mas não me vejo a viver noutro local", referiu, por seu lado, a líder dos Socialistas e Democratas (S&D), Iratxe García Pérez.

A líder parlamentar socialista referiu ainda que a pandemia fez avançar problemas com os quais a UE já se debatia, como "a gestão comum da migração" e "os instrumentos comuns para a gestão do euro".

No campo económico, García Pérez acentuou a proposta de criar em todos os Estados-membros um salário mínimo, esperando "que chegue a bom porto".

O responsável do grupo liberal Renovar a Europa, Dacian Ciolos, também saudou o plano de recuperação económica para fazer face à covid-19, que considerou "um passo em frente", acrescentando que "encarna o poder da União e a nossa capacidade de ultrapassar crises em conjunto".

Em sintonia com os socialistas, sublinhou que o Estado de direito "é um princípio chave para todos, não é uma alternativa".

"Os interesses financeiros da UE devem ser salvaguardados da corrupção", acrescentou ainda.

Ursula von der Leyen proferiu hoje o seu primeiro discurso do Estado da União perante o PE e o primeiro realizado em Bruxelas, devido à covid-19.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 929.391 mortos e mais de 29,3 milhões de casos de infeção em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

IG // FPA

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Nagorno-Karabakh: Combates fazem pelo menos 23 mortos e sete civis feridos

Baku, 27 set 2020 (Lusa) -- Os combates de hoje entre o Azerbaijão e as forças separatistas apoiadas pela Arménia, em Nagorno-Karabakh, fizeram pelo menos 23 mortos, incluindo sete civis, de acordo com informações de ambas as partes.

Covid-19: Itália regista 1.766 casos de infeção nas últimas 24 horas

Roma, 27 set 2020 (Lusa) -- A Itália registou hoje 1.766 novos casos de covid-19, menos do que os 1.869 contabilizados no sábado, mas houve uma redução de quase 20 mil testes, de acordo com os dados divulgados pelo ministério da Saúde transalpino.

Macron acusa políticos libaneses de "traição coletiva" após falharem formação de Governo

Paris, 27 set 2020 (Lusa) -- O Presidente francês, Emmanuel Macron, afirmou hoje que os partidos libaneses têm "uma última oportunidade" para cumprirem promessas, tomando nota da "traição coletiva" da classe política, que não conseguiu ainda formar um governo após a demissão do primeiro-ministro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.