Info

Estado da União: Meta da UE para redução de emissões elevada para 55% até 2030

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 16 set 2020 (Lusa) -- A presidente da Comissão Europeia, Ursula Ursula von der Leyen, anunciou hoje, no seu primeiro discurso sobre o Estado da União, uma nova meta comunitária para redução de emissões poluentes, que passa a ser de 55% até 2030.

"A Comissão propõe aumentar os objetivos para redução de emissões de dióxido de carbono [CO2] em pelo menos 55% até 2030", declarou Ursula von der Leyen, discursando no Parlamento Europeu, em Bruxelas.

"Reconheço que este aumento de 40% para 55% é muito para uns e que para outros fica aquém, mas a avaliação de impacto que realizámos demonstra que a economia e a indústria conseguem fazê-lo e querem fazê-lo", acrescentou a responsável.

Classificando este como um "objetivo ambicioso, alcançável e também benéfico para a Europa", Ursula von der Leyen afincou que a União Europeia (UE) "já demonstrou" que consegue chegar a tais reduções.

"As emissões de CO2 caíram 25% desde 1990 e a economia cresceu mais de 60%", destacou a líder do executivo comunitário, frisando que "agora a diferença é que existe [mais] tecnologia".

"Se outros seguirem o nosso exemplo, o mundo poderá manter o aquecimento global abaixo dos 1,5 graus", destacou, numa alusão às metas ambientais estipuladas pelo Acordo de Paris.

Com a área ambiental como uma das prioridades do seu mandato, Ursula von der Leyen anunciou também que 30% dos 750 mil milhões de euros do Fundo de Recuperação criado para colmatar as consequências económicas da crise gerada pela pandemia de covid-19, o chamado 'Next Generation EU', "serão alocados à emissão de obrigações verdes".

O objetivo é que, através desses mecanismos, possam ser financiados "programas europeus de hidrogénio e renovação", exemplificou.

"Tudo isto fará com que a Europa volte a estar de pé, mas, ao sairmos desta crise juntos, também teremos de seguir em frente, tendo em conta o dia de amanhã", adiantou Ursula von der Leyen, vincando que "o que faz bem ao clima, também é bom para as empresas".

ANE/ACC // FPA

Lusa/Fim

+ notícias: Mundo

Nagorno-Karabakh: Combates fazem pelo menos 23 mortos e sete civis feridos

Baku, 27 set 2020 (Lusa) -- Os combates de hoje entre o Azerbaijão e as forças separatistas apoiadas pela Arménia, em Nagorno-Karabakh, fizeram pelo menos 23 mortos, incluindo sete civis, de acordo com informações de ambas as partes.

Covid-19: Itália regista 1.766 casos de infeção nas últimas 24 horas

Roma, 27 set 2020 (Lusa) -- A Itália registou hoje 1.766 novos casos de covid-19, menos do que os 1.869 contabilizados no sábado, mas houve uma redução de quase 20 mil testes, de acordo com os dados divulgados pelo ministério da Saúde transalpino.

Macron acusa políticos libaneses de "traição coletiva" após falharem formação de Governo

Paris, 27 set 2020 (Lusa) -- O Presidente francês, Emmanuel Macron, afirmou hoje que os partidos libaneses têm "uma última oportunidade" para cumprirem promessas, tomando nota da "traição coletiva" da classe política, que não conseguiu ainda formar um governo após a demissão do primeiro-ministro.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.