Info

PSP instaura 23 autos por consumo de bebidas em ruas do Porto

PSP instaura 23 autos por consumo de bebidas em ruas do Porto
| Norte
Porto Canal com Lusa

A PSP do Porto elaborou 23 autos de contraordenação por consumo de bebidas na via pública entre as 22:00 de sexta-feira e as 03:00 de hoje, avisando que vai manter ações similares “no contexto da atual situação epidemiológica”.

Em comunicado, a PSP afirma ter elaborado, no mesmo período e na mesma operação, realizada na Baixa do Porto, um auto de contraordenação por violação das regras de funcionamento dos estabelecimentos.

“A PSP, no contexto da atual situação epidemiológica, continuará a proceder a ações de fiscalização e de aconselhamento sobre as medidas e normativos de proteção e segurança dos cidadãos”, afiança o Comando Metropolitano do Porto daquela força policial.

Os autos de contraordenação agora anunciados relacionado com o chamado “botellón” (ajuntamento de jovens para convívio e consumo de álcool) somam-se a 20 outros por consumo de bebidas na via pública elaborados na mesma zona entre as 22:00 de quinta-feira e as 02:30 do dia seguinte.

A pandemia de covid-19 já provocou 1.855 mortes dos 62.813 casos de infeção confirmados e o Governo anunciou que a partir da próxima terça-feira Portugal Continental volta ao estado de contingência de forma a combater o aumento do número de casos de covid-19.

Fixa-se assim um novo conjunto de medidas que inclui a proibição do consumo de bebidas alcoólicas na via pública para evitar ajuntamentos.

+ notícias: Norte

Lar do concelho de Vimioso regista 37 casos positivos de Covid-19

Vinte e oito utentes e nove funcionários do lar de Carção, Vimioso, tiveram resultados positivos para a covid-19 nos testes realizados após a doença ter sido detetada num idoso que morreu na sexta-feira, adiantou hoje o autarca local.

ARS-N admite saldar em breve dívida de 100 mil euros aos bombeiros do distrito do Porto

A Administração Regional de Saúde (ARS) Norte admitiu hoje à Lusa pagar nos próximos dias a dívida de 100 mil euros pelo transporte de doentes reclamada pela Federação dos Bombeiros do Distrito do Porto.

Associação acusa Proteção Civil de má gestão dos processos disciplinares de bombeiros

O presidente da Fénix - Associação Nacional de Bombeiros e Agentes da Proteção Civil (ANBAPC) disse hoje à Lusa que a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) é "inoperante" na gestão dos processos disciplinares aos soldados da paz.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.