Info

Governo anuncia as novas medidas para a situação de contingência. Ajuntamentos passam a estar limitados a 10 pessoas em Portugal Continental

Governo anuncia as novas medidas para a situação de contingência. Ajuntamentos passam a estar limitados a 10 pessoas em Portugal Continental
| Política
Porto Canal com Lusa

Os ajuntamentos em Portugal passam a estar limitados a 10 pessoas a partir de 15 de setembro, foi hoje decidido pelo Governo no âmbito das novas medidas para conter o aumento de casos de covid-19.

(em atualização)

O Conselho de Ministro aprovou hoje um conjunto de medidas que vão ser aplicadas a partir de 15 de setembro, dia em que Portugal Continental vai entrar em situação de contingência para fazer face à pandemia de covid-19.

A partir de 15 de setembro será proibida a venda de bebidas alcoólicas nas estações de serviço e, a partir das 20:00, em todos os estabelecimentos, à exceção daqueles que servem refeições.

O consumo de bebidas alcoólicas na via pública vai continuar a ser proibido.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 900 mil mortos e infetou quase 28 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.849 pessoas das 61.541 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

+ notícias: Política

Marcelo considera que encerramento das escolas "é uma boa solução"

Marcelo Rebelo de Sousa, Presidente da República Portuguesa e candidato a novo mandato Presidencial, depois da Ministra da Saúde, Marta Temido, admitir o encerramento imediato das escolas face à pandemia de Covid-19, afirma que "fechar as escolas é uma boa solução".

Ministra da Saúde admite fecho de escolas de imediato devido à pandemia do Covid-19

Marta Temido, Ministra da Saúde, em entrevista à RTP, disse que o país poderá ter de fechar todas as escolas de imediato. No entanto remete a decisão final sobre o assunto para o conselho de ministros desta quinta-feira.

Marcelo Rebelo de Sousa aponta segunda volta como provável caso abstenção atinja 70%

O Presidente da República e recandidato ao cargo, Marcelo Rebelo de Sousa, apontou hoje uma segunda volta como provável, "quase inevitável", no caso de a abstenção nas eleições presidenciais de domingo atingir os 70%.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

D'Mais

Exemplos de treinos que podemos fazer...