Info

Covid-19: Governo diz ser necessário "esforço duplicado" para cumprir descarbonização

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 09 set 2020 (Lusa) -- O ministro do Mar sublinhou hoje, no parlamento, que a pandemia de covid-19 atingiu todos "de uma forma muito forte", sendo necessário "um esforço duplicado" para cumprir as políticas ambientais e de descarbonização.

"A covid-19 atingiu-nos de uma forma muito forte. O que temos que fazer daqui para a frente exige um esforço duplicado para continuarmos a cumprir com as políticas ambientais e de descarbonização, muito ligadas ao pacto verde", afirmou Ricardo Serrão Santos, numa audição na comissão parlamentar de Agricultura e Mar.

O responsável pela pasta do Mar está a participar na reunião por vídeo chamada, uma vez que irá realizar ainda hoje um teste de despiste à covid-19.

"Desde ontem [terça-feira] tenho tido alguns sintomas -- tosse e de garganta -- que julgo resultar de alguma constipação", justificou.

Ricardo Serrão Santos notou ainda ser importante que, no âmbito do orçamento europeu, "se mantenha a prioridade" de destinar 30% à descarbonização da economia.

Durante a sua intervenção inicial, o ministro do Mar considerou que o setor tem feito um esforço enorme durante a pandemia, garantindo o abastecimento à população.

A pandemia de covid-19 já provocou pelo menos 898.503 mortos e infetou mais de 27,6 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 1.849 pessoas das 61.541 confirmadas como infetadas, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

PE // EA

Lusa/Fim

+ notícias: Política

OE2021: Orçamento aprovado apenas com votos favoráveis do PS

O Orçamento do Estado para 2021 (OE2021) foi hoje aprovado, no parlamento, apenas com os votos favoráveis do PS, e com a abstenção do PCP, PEV, PAN e das duas deputadas não inscritas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

RELACIONADAS

DESCUBRA MAIS

N'Agenda

Exposição 'A Arte do Falso'

D'Mais

Upcycling Project - suporte para facas