ESPECIAL CANDIDATURAS
CLIQUE AQUI PARA VER MAIS
Projeto Parceria
Porto Canal
Info

PJ deteve suspeito de atear 3 incêndios florestais em Mondim de Basto

PJ deteve suspeito de atear 3 incêndios florestais em Mondim de Basto
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Polícia Judiciária (PJ) de Vila Real deteve um homem de 30 anos suspeito de ter ateado três incêndios em áreas florestais de Mondim de Basto, anunciou hoje aquela força policial.

A PJ, através do Departamento de Investigação Criminal de Vila Real e com a colaboração da Posto de Mondim de Basto da GNR, deteve um homem “fortemente indiciado” pela prática do crime de incêndio florestal.

Segundo referiu a Judiciária, em comunicado o detido, operário numa serração, é suspeito de ter ateado três incêndios em áreas florestais, em Montenadouro, no concelho de Mondim de Basto.

Os fogos, ocorridos nas madrugadas de quinta, sexta e segunda-feira “consumiram área de mancha florestal, constituída, maioritariamente, por pinheiro bravo e eucalipto”.

De acordo com a PJ, os incêndios “colocaram em perigo uma vasta mancha florestal e agrícola, bem como de várias habitações, de valor consideravelmente elevado, que apenas não foram consumidas devido à rápida intervenção dos bombeiros”.

O detido vai ser presente a interrogatório judicial para aplicação de eventuais medidas de coação.

+ notícias: Norte

GNR registou 800 incêndios até domingo nos quatro concelhos mais afetados do distrito Porto

O comando territorial do Porto da GNR informou hoje ter registado, desde 01 de janeiro, cerca de 800 ocorrências de incêndio nos concelhos de Paredes, Felgueiras, Valongo e Santo Tirso, os mais afetados no distrito do Porto.

Homem de 40 anos detido em flagrante por violência doméstica em Melgaço

 

Um homem de 40 anos foi detido pela GNR, esta terça-feira, em flagrante por violência doméstica, no concelho de Melgaço, apurou o Porto Canal junto das autoridades.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.