ESPECIAL CANDIDATURAS
CLIQUE AQUI PARA VER MAIS
Projeto Parceria
Porto Canal
Info

Eduardo Vítor Rodrigues indica que aumento de rotas da TAP no Porto "é uma solução que tem de assentar no princípio do gradualismo"

| Norte
Porto Canal

A TAP vai retomar 66 rotas em agosto e 76 no mês de setembro a partir do Aeroporto do Porto, o que para Eduardo Vítor Rodrigues, Presidente da Área Metropolitana do Porto, "é uma solução que tem de assentar no princípio do gradualismo", uma vez que "há um racional que se pode entender que ainda não é suficiente, mas é um grande passo que se dá na perspetiva do gradualismo na implementação de novas rotas".

Para o Presidente da Área Metropolitana do Porto, este aumento de rotas "já reflete o novo posicionamento que o Estado vai ter na empresa, uma vez que já houve uma primeira capitalização da empresa (TAP)", por isso, Eduardo Vítor Rodrigues "quer acreditar que a nova estrutura acionista já está a ter peso, eventualmente por antecipação, na decisão dos administradores que percebem que têm de responder já não à folha de Excel contabilística, mas para além da sustentabilidade da empresa têm de responder ao país".

Eduardo Vítor Rodrigues lembra ainda que "o facto de se ter rotas para o Aeroporto do Francisco Sá Carneiro como quem quer ter cerejas no bolo, mas de um instrumento fundamental de trazer pessoas, atividade económica, de reforçar relações económicas e a dimensão turística".

Questionado sobre os apoios esperado para o setor do Turismo, o Presidente da Área Metropolitana do Porto, "espera o melhor sabendo que o melhor não vai ser provavelmente o desejável, sendo que é seguramente uma crise única". Eduardo Vítor Rodrigues salienta que "a região Norte descobriu com o Covid uma diversificação que não era expectável com a produção de máscaras", o que demonstra que "estamos a importar coisas que talvez num processo de diagnóstico da atividade económica valesse a pena induzir às empresas num mecanismo de substituição das importações sem nenhuma lógica protecionista e reindustrializando com as empresas existentes".

Eduardo Vítor Rodrigues afirma também que "é evidente que somos um país centralista e que isso se tenha intensificado em alguns setores, mas não nos podemos queixar do centralismo enquanto na região se estiver às guerrilhas e disputas pequeninas e não formos capazes de nos entendermos em questões absolutamente estruturantes", porque "vem aí um pacote de apoio extraordinário e a região tem de ter um pensamento transversal".

+ notícias: Norte

GNR registou 800 incêndios até domingo nos quatro concelhos mais afetados do distrito Porto

O comando territorial do Porto da GNR informou hoje ter registado, desde 01 de janeiro, cerca de 800 ocorrências de incêndio nos concelhos de Paredes, Felgueiras, Valongo e Santo Tirso, os mais afetados no distrito do Porto.

Homem de 40 anos detido em flagrante por violência doméstica em Melgaço

 

Um homem de 40 anos foi detido pela GNR, esta terça-feira, em flagrante por violência doméstica, no concelho de Melgaço, apurou o Porto Canal junto das autoridades.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.