Info

Covid-19: Idosa dada como curada volta a ficar infetada em lar de Vila Real

| Norte
Porto Canal

Uma idosa dada como curada de infeção por Covid-19 no Lar Senhora das Dores, em Vila Real, depois de ter realizado dois testes com resultados negativos, voltou a dar positivo para o novo coronavirus depois de uma ida ao hospital devido a uma queda, avançou o presidente da instituição, Eugénio Varejão, ao Porto Canal, esta quarta-feira.

"Depois de ser dada como curada ao vírus do Covid-19 a idosa voltou à instituição há já algum tempo, mas estava assintomática", indica Eugénio Varejão que acrescenta ainda que depois de uma funcionária estar infetada, foram realizados mais nove testes a utentes e funcionários com resultados negativos.

De acordo com o lar, a idosa novamente infetada encontrava-se numa ala diferente e num quarto sozinha da funcionária infetada e sem contacto com os restantes utentes. Por isso, a instituição diz que não há risco de contágio até porque as funcionárias que lidam com a idosa usam todos os equipamentos de proteção indíviduais.

A direção da instituição indica ainda que a idosa vai ficar internada no hospital e que não há necessidade de realizar testes nos restantes utentes. Também outros seis utentes infetados se encontram no Hospital Militar.

+ notícias: Norte

Covid-19: Tribunal de São João Novo, no Porto, sem condições para realizar julgamentos coletivos

O Tribunal de São João Novo, no Porto, não apresenta condições para a realização de julgamento presenciais coletivos, indicou esta segunda-feira Manuel Soares, Presidente da Associação Sindical de Juízes Portugueses ao Porto Canal.

Covid-19: Câmara de Bragança vai ajudar com até 100 euros a pagar renda

A Câmara de Bragança vai ajudar as famílias do concelho em situação vulnerável devido à pandemia covid-19 a pagar a renda com um apoio financeira até 100 euros mensais, informou hoje o presidente, Hernâni Dias.

PEV quer explicações sobre aterro sanitário nos limites de Santo Tirso e Trofa

A deputada Mariana Silva, de “Os Verdes”, pediu esclarecimentos ao Governo sobre a eventual reativação e ampliação de um aterro sanitário nos limites dos concelhos da Trofa e Santo Tirso, informou hoje aquele partido.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.