Info

Acionistas da EDP Renováveis aprovam contas e dividendos de 8 cêntimos por ação

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 26 mar 2020 (Lusa) -- Os acionistas da EDP Renováveis aprovaram hoje, em assembleia geral, as contas de 2019 e a distribuição de dividendos de oito cêntimos por ação, informou a empresa em comunicado ao mercado.

O valor total dos dividendos a distribuir é de quase 69,8 milhões de euros, que provirão da conta de reserva voluntária, segundo comunicado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A EDP Renováveis teve lucros de 475 milhões de euros em 2019, um aumento de 52% em relação a 2018.

Ainda na reunião magna de hoje foi aprovada a autorização ao Conselho de Administração para a aquisição derivativa e venda de ações próprias no limite máximo de 10% do capital social e de emissão de dívida.

Foi também aprovada a ratificação da nomeação de Rui Manuel Rodrigues Lopes Teixeira como administrador 'dominical', ou seja, ocupa o cargo por ser também acionista da empresa, de acordo com a lei espanhola.

Devido à epidemia de covi-19, a empresa liderada por Manso Neto tinha recomendado aos acionistas o exercício dos seus direitos "da maneira mais segura possível", em particular, em representação e votação remotas.

Na sessão de hoje da bolsa, as ações da EDPR subiram 4,62% para 10,20 euros.

IM (PE) // EA

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Líder parlamente do Bloco de Esquerda afirma que o Estado deve salvar a TAP e passar a mandar como proprietário

Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do Bloco de Esquerda, afirma que o Estado deve salvar a TAP porque é uma empresa estratégica para o país e se assim o fizer passa a mandar como proprietário.

Covid-19: Quase 32 mil empresas portuguesas já recorreram ao 'lay-off'

Quase 32 mil empresas portuguesas já se candidataram ao 'lay-off' simplificado, mecanismo de salvaguarda dos postos de trabalho posto em prática para apoiar as empresas durante a pandemia de covid-19, segundo um balanço feito hoje pelo Governo.

Covid-19: Marcelo vai reunir com a banca e espera ver setor "a retribuir aos portugueses"

O Presidente da República afirmou hoje que vai reunir-se com representantes da banca e que espera ver o setor a "entrar na corrida contrarrelógio" contra a covid-19 e a "retribuir aos portugueses" os apoios que teve.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.