Info

Covid-19: Presidente da República admite estado de emergência renovado até 16 de abril

Covid-19: Presidente da República admite estado de emergência renovado até 16 de abril
presidencia.pt
| Política
Porto Canal com Lusa

O Presidente da República anunciou hoje que na terça-feira haverá uma nova reunião com responsáveis políticos e especialistas antes de uma decisão sobre o estado de emergência, que admitiu que seja renovado até 16 de abril.

Em declarações aos jornalistas, no Palácio de Belém, em Lisboa, questionado se é provável a renovação do estado de emergência, Marcelo Rebelo de Sousa respondeu que antes dessa decisão "haverá uma nova reunião de responsáveis políticos com especialistas, epidemiologistas", na terça-feira, 31 de março, durante a manhã.

"E será ponderado, obviamente, por mim, em diálogo com o senhor primeiro-ministro e, portanto, com o Governo, e em diálogo com o parlamento, exatamente o que é necessário para os 14 dias seguintes: se é preciso, além de renovar o estado de emergência, acrescentar mais um ponto ou outro, ou não. Essa avaliação será feita com os dados até ao começo da próxima semana, para depois vigorar, se for caso disso, se a Assembleia da República autorizar, até ao dia 16 de abril", afirmou.

Portugal encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril, quinta-feira da próxima semana.

+ notícias: Política

Pedro Filipe Soares diz que é necessário negociar com o Governo para "retirar informação e testar a exequibilidade das propostas”

Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do Bloco de Esquerda, explica que é necessário negociar com o Governo novas medidas para minorar os efeitos sociais da atual crise e para “retirar informação e testar a exequibilidade das propostas” apresentadas pelo partido.

Pedro Filipe Soares diz que tensão com PS é um assunto "da arqueologia política"

Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do Bloco de Esquerda, afirma que o partido não se interessa com a tensão com o PS e que o assunto é "da arqueologia política".

António Costa assina despacho de tolerância de ponto nos dias 09 e 13 no período da Páscoa

O primeiro-ministro assinou um despacho a conceder tolerância de ponto nos próximos dias 09 e 13, no período da Páscoa, a todos os trabalhadores que exercem funções públicas nos serviços da administração direta do Estado.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.