Info

Covid-19: Iraque prolonga período de confinamento após registar 29 mortes

| Mundo
Porto Canal com Lusa

Bagdade, 26 mar 2020 (Lusa) - As autoridades do Iraque decidiram prolongar o confinamento total de duas semanas depois de terem sido anunciadas 29 mortes devido à covid-19, num país que regista 350 casos da doença e enfrenta grandes debilidades no setor da saúde. 

Os estabelecimentos de ensino estão encerrados, assim como os aeroportos.

O Iraque que mantém bloqueadas as fronteiras com o Irão, onde a pandemia de Covid-19 já vez mais de duas mil mortes.

Os números fornecidos pelas autoridades iraquianas podem ser inferiores à realidade, visto que o país, com 40 milhões de habitantes, só dispõe de dois mil testes de deteção da doença.

No Iraque, os líderes religiosos xiitas interditaram cerimónias coletivas receando a propagação da doença sobretudo por causa das tradicionais peregrinações de 08 de abril.

A situação de guerra que se prolonga há várias décadas no Iraque atingiu o sistema de saúde e provocou a fuga de muitos médicos. 

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 450 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 20.000.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com cerca de 240.000 infetados, é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 7.503 mortos em 74.386 casos registados até hoje.

A Espanha é o segundo país com maior número de mortes, registando 3.434, entre 47.610 casos de infeção.

A China, sem contar com os territórios de Hong Kong e Macau, onde a epidemia surgiu no final de dezembro, conta com 81.285 casos, tendo sido registados 3.287 mortes. Nas últimas 24 horas, reportou 67 novos casos, todos com origem no exterior, quando o país começa a regressar à normalidade, após dois meses de paralisia. Morreram mais 6 pessoas.

No total, 74.051 receberam alta, após terem superado a doença.

Os países mais afetados a seguir à Itália, Espanha e China são o Irão, com 2.077 mortes num total de 27.017 casos, a França, com 1.331 mortes (25.233 casos), e os Estados Unidos, com 827 mortes (mais de 60.000 casos).

O continente africano registou 69 mortes devido ao novo coronavírus, ultrapassando os 2.631 casos.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

 

PSP // FPA

Lusa/fim

+ notícias: Mundo

Covid-19: China volta a não registar casos locais de contágio

A China anunciou hoje que voltou a não registar novas infeções locais pelo novo coronavírus, ao mesmo tempo que detetou 39 novos casos oriundos do exterior.

Covid-19: Espanha vai prolongar "estado de emergência" por mais 15 dias

O Governo espanhol decidiu pedir autorização ao parlamento para prorrogar por mais 15 dias o "estado de emergência" em vigor até ao próximo sábado, comunicou o primeiro-ministro, numa videoconferência hoje com os presidentes das comunidades autónomas do país.

Covid-19: China permanece sem novas infeções locais, mas casos importados aumentam

A China anunciou hoje que não registou, pelo terceiro dia consecutivo, novas infeções locais elo novo coronavírus, embora o número de casos importados continue a aumentar, com 41 registos nas últimas 24 horas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.