Info

Covid-19: Fectrans denuncia que está em marcha um despedimento coletivo em empresa de cruzeiros do Douro

Covid-19: Fectrans denuncia que está em marcha um despedimento coletivo em empresa de cruzeiros do Douro
| Norte
Porto Canal com Lusa

A Federação dos Sindicatos dos Transportes e Comunicações (Fectrans) denunciou hoje que "está em marcha" um despedimento coletivo na empresa de cruzeiros do Douro Scenic - Luxury Cruises & Tours Australia, representada pela empresa Waratah,Unipessoal, Lda.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a Fectrans indica que esta empresa opera no rio Douro com dois navios, o Scenic Azure e o Emerald Radiance, com um total de 160 trabalhadores.

A administração "esquece-se" que mesmo em estado de emergência nacional, tem de respeitar a lei e está a tratar este assunto por sms, telefone ou 'email', pode ler-se no comunicado.

O Sindicato dos Trabalhadores da Marinha Mercante, Agências de Viagens, Transitários e Pesca (SIMAMEVIP), que integra a Fectrans, está a intervir na defesa dos trabalhadores confrontados com o despedimento coletivo, porque quando "as dificuldades aparecem os trabalhadores são, quase sempre, carne para canhão", pelo que "importa é garantir os interesses patronais", refere o comunicado.

A Fectrans adianta ainda que perante a pandemia de covid-19, a preocupação imediata é "a defesa da saúde de cada trabalhador", necessária para o normal funcionamento das empresas, embora a mobilização sindical se tenha que manter, na "defesa dos direitos sociais e laborais de quem trabalha".

Perante a atual situação, "não estão criadas as condições para a "discussão, esclarecimento para a luta" que foi proposta para o dia 15 de abril, pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário, ficando a mesma suspensa, acrescenta o comunicado.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou perto de 450 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 20.000

Desde que surgiu na China, em dezembro de 2019, o surto já se espalhou por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, há 43 mortes, mais 10 do que na véspera (+30,3%), e 2.995 infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, que regista 633 novos casos em relação a terça-feira (+26,8%).

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.

+ notícias: Norte

Covid-19: Centro de testes ao novo coronavirus já está em funcionamento em Gondomar

No Pavilhão Multiusos de Gondomar já está em funcionamento o centro de testes à Covid-19. Entre as medidas de contenção levadas a cabo pela autarquia está também a disponibilização de 800 tablets a alunos do concelho e acesso à Internet.

Covid-19: Rede solidária faz nascer hospital de retaguarda em Viana do Castelo

Uma semana bastou a cerca de uma centena de voluntários de Viana do Castelo para pôr de pé um hospital preparado para receber doentes de covid-19, em recuperação, através de uma rede de solidariedade que mobilizou várias freguesias.

Covid-19: Inquérito do ISPUP indica 6 novos testes diários por cada mil pessoas

Um inquérito do Instituto Superior de Saúde Pública (ISPUP) junto de mais de 6.000 portugueses concluiu que têm sido realizados diariamente cerca de seis testes de covid-19 por cada mil pessoas e diagnosticado "perto de três novos casos".

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.