Info

Reservas de sangue "muito abaixo do recomendado"

Reservas de sangue "muito abaixo do recomendado"
| País
Porto Canal com Lusa

A Federação dos Dadores de Sangue manifesta-se preocupada com o nível das reservas de sangue atuais em Portugal, frisando que os valores estão "muito abaixo do recomendado".

Em declarações à agência Lusa, o presidente da Federação -- Fepodabes, Alberto Mota, admite que há muitos anos que não se verificavam valores de reserva de sangue tão baixos nesta altura do ano, sobretudo nos grupos A e O.

"Precisamos de aumentar as dádivas destes grupos sanguíneos. Apelamos à dádiva da parte de pessoas saudáveis, que tenham entre 18 e 65 anos e mais de 50 quilos. Precisamos rapidamente de restabelecer as reservas", afirmou.

Alberto Mota recorda que todos os anos há uma descida nas dádivas de sangue no período do final do ano, muito devido ao período do Natal e Passagem de Ano e também às doenças próprias do inverno.

O representante dos dadores de sangue admite que as gripes, constipações e infeções respiratórias estarão a ser este ano mais prolongadas no tempo, o que pode estar a fazer com que os dadores de sangue diminuam as suas dádivas.

Há cerca de uma semana, o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) apelou para o reforço de dádivas de sangue, em particular dos grupos A e O, que são os que estão mais em falta" e abaixo do recomendado, uma situação que ainda não foi ultrapassada.

A maioria dos portugueses tem os grupos sanguíneos A e O e são precisamente os que mais estão em falta.

+ notícias: País

Luanda Leaks: Arresto de contas em Portugal está a impedir pagamento de salários

A empresária angolana Isabel dos Santos afirmou hoje que o arresto de contas bancárias pessoais e das empresas que tem em Portugal está a impedir o pagamento de salários, a fornecedores e impostos, alertando para as consequências.

APAV ajudou mais de mil crianças vítimas de violência sexual em quatro anos

A Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (APAV) fez acompanhamento especializado a 1.167 crianças e jovens vítimas de violência sexual entre 2016 e 2019 em 180 concelhos, no âmbito do projeto CARE.

Centro de investigação na ria de Aveiro acolhe animais marinhos feridos

Na ria de Aveiro há um centro de investigação acolhe animais marinhos feridos. Entre eles está agora em recuperação uma foca que deu à costa em Ovar.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.