Info

Congresso PSD: Rio quer mais fiscalização na saúde e fala em "relações comerciais menos transparentes"

| Política
Porto Canal com Lusa

O presidente do PSD, Rui Rio, defendeu, este domingo, mais fiscalização no combate ao desperdício na saúde, sugerindo que existem "relações comerciais menos transparentes" neste setor.

Na sua intervenção de encerramento do 38.º Congresso do PSD, Rui Rio dedicou parte do seu discurso à saúde, onde reiterou a defesa da colaboração entre setores público, privado e social.

"Não se consegue perceber como é que o PS, seguindo a esquerda mais radical, confunde a árvore com a floresta e rejeita liminarmente qualquer colaboração através de parcerias público-privadas", afirmou, considerando que esta atitude não é sensata.

Para Rio, na área da saúde, "os portugueses dispensam quezílias ideológicas que, há muito, deviam ter sido ultrapassadas".

"O SNS necessita rapidamente de encontrar um rumo, o rumo que foi perdendo nestes últimos quatro anos", afirmou, defendendo "gestores mais competentes e menos ligados à lógica partidária".

Rio pediu, neste setor, "uma ministra que ouça e dialogue mais com os profissionais" para dar "um novo rumo ao SNS" e deixou um 'recado' sobre o setor, sem total concretização.

"Precisa de mais fiscalização no combate ao desperdício e, muito provavelmente, na deteção de relações comerciais menos transparentes nas aquisições de bens e serviços", disse.

+ notícias: Política

Descentralização: Dossiers da Saúde, Educação e Ação Social ficam adiados para 2022

O Governo garante que o processo de Descentralização não está suspenso. A ministra Alexandra Leitão diz apenas que nas áreas da Saúde, Educação e Ação Social na reforma é adiada para o primeiro trimestre de 2022.

PCP quer lançar a Regionalização já ou adiar até pelo menos 2025

O líder parlamentar do PCP defende que o debate agendado para hoje no parlamento é uma oportunidade para lançar a regionalização até 2021, sob o risco de ser adiada “por muitos anos”, até pelo menos 2025.

Governo deve adiar processo de Descentralização para 2022

O Governo deve adiar para 2022 a Descentralização nas áreas da Educação, Saúde e Ação Social por considerar que há diplomas que precisam de acertos, tal como já tinham pedido os autarcas.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.