Info

Assunção Cristas anuncia concurso público para aquaculturas em Tavira e Aveiro

| Economia
Fonte: Agência Lusa

Lisboa, 18 mar (Lusa) - A ministra da Agricultura e Mar, Assunção Cristas, anunciou hoje que vai abrir em breve um concurso público internacional para exploração de novas áreas de aquacultura em Tavira e Aveiro.

Assunção Cristas adiantou, durante uma audição na comissão parlamentar de Agricultura e Mar, que a legislação está a ser finalizada e sublinhou que já recebeu "várias sinalizações de interesse", acrescentando que os promotores terão "espaço em terra para desenvolver atividade complementar".

A ministra afirmou também que a Bolsa de Terras tem tido um "carregamento crescente" de terras de Estado, incluindo Companhia das Lezírias, salientando que todos os ministérios terão de entregar um levantamento das terras que têm disponíveis até 31 de março.

Sobre o Regime Jurídico das Ações de Arborização e Rearborização (RJAAR), que o deputado socialista Miguel Freitas (PS) classificou como um "apoio indiscriminado às áreas de eucalipto", afirmou tratar-se de um instrumento de licenciamento e de informação, tendo sido propostos até agora 5.015 hectares de rearborização e arborização.

Em resposta a Miguel Freitas, que sublinhou a discordância dos socialistas relativamente ao apoio às áreas de eucalipto no novo Programa de Desenvolvimento Rural (PDM), Assunção Cristas afirmou que o que está previsto é um "apoio à reconversão de áreas".

O deputado comunista João Ramos expressou também a sua preocupação quanto ao RJAAR, assinalando que 72% dos hectares de rearborização e arborização propostas dizem respeito a eucalipto.

RCR// ATR

Lusa/fim

+ notícias: Economia

Sinistralidade rodoviária tem impacto económico e social negativo de 1,2% do PIB

O secretário de Estado da Proteção Civil afirmou este domingo que o impacto negativo, económico e social da sinistralidade rodoviária em Portugal é de 2,3 mil milhões de euros, equivalente a 1,2% do Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Professores com horários incompletos contestam "anarquia" nos descontos para a Segurança Social

Dezena e meia de professores contratados com horários incompletos manifestaram-se este sábado no Porto, afirmando-se “lesados” nos descontos para a Segurança Social e acusando o Governo de “ignorar a arbitrariedade e anarquia total” da sua situação contributiva.

BE quer transportes públicos gratuitos para crianças até aos 12 anos

O Bloco de Esquerda quer que todas as crianças até aos 12 anos tenham acesso gratuito aos transportes públicos e que sejam alocadas verbas do Imposto Sobre Produtos Petrolíferos para o Programa de Apoio à Redução Tarifária (PART).

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.