Info

Joacine Katar Moreira defende mais direitos para deputados não inscritos em partidos

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 24 jan 2020 (Lusa) - A deputada única do Livre, Joacine Katar Moreira, defendeu hoje o alargamento dos direitos regimentais dos deputados não inscritos em partidos, durante uma reunião do grupo de trabalho para racionalizar os votos objeto de deliberação em plenário parlamentar.

Joacine Katar-Moreira assumiu esta posição já no final da reunião, quando estava em discussão uma proposta que partiu do deputado da Iniciativa Liberal, João Cotrim Figueiredo, sobre a possibilidade de um voto subir diretamente a plenário se fosse subscrito por mais do que um partido - uma solução depois foi afastada pelo PS e PCP.

A deputada única do Livre referiu que o Regimento da Assembleia da República, nesta questão da apresentação de votos diretamente para plenário do parlamento, deveria contemplar os deputados não inscritos, sem qualquer ligação a partidos.

O vice-presidente da Assembleia da República e dirigente do Bloco de Esquerda José Manuel Pureza pôs toda a sala a rir quando logo a seguir perguntou: "Isso é uma antecipação de alguma coisa senhora deputada?"

"Antecipação nenhuma senhor deputado, é uma hipótese", argumentou Joacine Katar Moreira, que tem protagonizado divergências públicas com dirigentes do Livre, partido que já ameaçou retirar-lhe a confiança política.

PMF // ACL

Lusa/fim

+ notícias: Política

Covid-19: Presidente da República, admite possível "problema europeu" mas sem fecho de fronteiras

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, considerou hoje que o coronavírus Covid-19 pode transformar-se num "problema europeu", dado o aumento de casos em Itália, mas alertou para a impossibilidade do fecho de fronteiras.

Câmara do Porto vai criar um gabinete só para negociar a Descentralização

A Câmara do Porto vai criar um gabinete só para negociar a Descentralização. O tema da transferência de competências voltou a dividir opiniões numa reunião que teve um minuto de silêncio em memória de Pedro Baptista.

Movimentos cívicos pedem transparência ao Governo sobre a exploração de lítio

Dezoito associações e movimentos cívicos das regiões no Norte e Centro afetadas pela eventual prospeção e exploração de lítio entregaram uma Carta Aberta ao Governo com o pedido "urgente para estabelecer transparência e participação pública" no processo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.