Info

Ténis de mesa: Seleção feminina defronta Países Baixos na repescagem de apuramento olímpico

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Gondomar, Porto, 23 jan 2020 (Lusa) -- A seleção portuguesa de ténis de mesa vai defrontar a congénere dos Países Baixos nos quartos de final da repescagem do torneio de qualificação para os Jogos de Tóquio2020, depois da derrota de hoje com a Hungria (3-1).

Segundo o sítio 'online' da Federação Internacional de Ténis de Mesa (ITTF), Portugal, 13.º pré-designado da prova, que decorre desde quarta-feira e até domingo no Multiusos de Gondomar, no distrito do Porto, vai defrontar as holandesas, 11.ª pré-designadas.

Os Países Baixos cairam para a repescagem depois de hoje serem eliminados por Singapura, por 3-2, e defrontam Portugal no arranque de um torneio em que só a equipa vencedora consegue apurar-se para Tóquio2020.

Fu Yu, Jieni Shao e Xue Luo procuram um apuramento olímpico inédito por equipas femininas para Portugal, sabendo, desde já, que a outra equipa já inserida no torneio de repescagem, a quarta cabeça de série Coreia do Sul, eliminada pela Coreia do Norte (3-2), só poderá defrontá-las na final.

O jogo entre Portugal e Países Baixos não tem ainda data ou hora marcada, uma vez que faltam decidir-se ainda cinco jogos da segunda ronda do quadro principal, no qual os vencedores apuram-se diretamente e os perdedores 'caem' para a repescagem.

SIF // VR

Lusa/fim

+ notícias: Desporto

Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto não tem divulgado todas as decisões condenatórias conforme prevê a lei

A Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto não tem divulgado todas as decisões condenatórias conforme prevê a lei. O organismo responsabiliza a Comissão Nacional de proteção de dados, que contactada pelo Porto Canal diz que não existe qualquer troca de informações entre as entidades.

Conselho de Disciplina abre processo disciplinar ao Vitória de Guimarães

O Conselho de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou hoje a abertura de um processo disciplinar ao Vitória de Guimarães, devido a insultos racistas ao futebolista maliano do FC Porto Moussa Marega.

Insultos racistas: lei pode punir clubes até três jogos à porta fechada e multas até 10 mil euros

No seguimento do caso Marega, que foi vítima de insultos racistas durante o jogo Vitória SC vs FC Porto, em Guimarães, a lei portuguesa prevê condenações que podem chegar até três jogos à porta fechada e multas até 10 mil euros.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.