Info

Odivelas diz que está tranquila relativamente à gestão futura do hospital Beatriz Ângelo

| País
Porto Canal com Lusa

Odivelas, Lisboa, 23 jan 2020 (Lusa) -- O presidente da Câmara Municipal de Odivelas, Hugo Martins (PS), disse hoje que está tranquilo relativamente à gestão futura do Hospital Beatriz Ângelo, uma vez que recebeu garantias da tutela de um reforço da qualidade dos serviços prestados.

Hugo Martins comentava, desta forma, à agência Lusa, a decisão anunciada no sábado pela Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo (ARSLVT), de que o Estado decidiu não renovar a atual parceria público-privada (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que é gerido pelo grupo Luz Saúde.

Esta unidade hospitalar foi inaugurada em 2012 e serve 272 mil habitantes dos concelhos de Loures, Odivelas, Mafra e Sobral de Monte Agraço.

"Aquilo que o município de Odivelas ambiciona é que o próximo modelo de gestão, seja ele público ou privado, possa reforçar e robustecer a qualidade dos serviços prestados pelo hospital", sublinhou.

O autarca socialista referiu que, após o anúncio da ARSLVT, teve uma conversa telefónica com a ministra da Saúde, Marta Temido, que o tranquilizou relativamente à gestão futura do hospital.

"Aquilo que eu posso dizer é que estamos a acompanhar com muita atenção este processo. A senhora ministra assegurou-nos de que a decisão que vier a ser tomada será sempre no sentido de melhorar os serviços de saúde prestados à população", atestou.

O Hospital Beatriz Ângelo é gerido em PPP desde a sua abertura, há oito anos.

O atual contrato com a Luz Saúde termina em 18 de janeiro de 2022 e o Ministério da Saúde tinha de informar a entidade gestora do que pretende fazer em relação à PPP até dois anos antes.

FAC (ARP) // MCL

Lusa/Fim

+ notícias: País

Caso e-Toupeira parado devido ao recurso apresentado por um dos arguidos

O caso e-Toupeira está parado devido ao recurso apresentado por um dos arguidos. A reação do funcionário judicial Júlio Loureiro está a atrasar o início do julgamento.

Covid-19: Autoridades japonesas confirmam infeção de tripulante português

As autoridade japonesas confirmaram hoje que o português Adriano Maranhão, canalizador no navio Diamond Princess, atracado no porto de Yokohama, deu teste positivo ao coronavírus Covid-19, disse à Lusa fonte oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

Morreram 11 235 pessoas por AVC em 2018, mortes por doenças respiratórias aumentam

Os acidentes vasculares cerebrais causaram em 2018 o maior número de óbitos, com 11.235 mortes, mas os dados melhoraram em relação ao ano anterior, ao contrário das mortes por doenças respiratórias, que estão a aumentar, segundo o INE.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.