Info

Judoca Telma Monteiro termina em quinto no Grande Prémio de Telavive

| Desporto
Porto Canal com Lusa

Telavive, Israel, 23 jan 2020 (Lusa) -- A judoca portuguesa Telma Monteiro foi hoje quinta classificada nos -57 kg do Grande Prémio de Telavive, ao perder com a kosovar Nora Gjakova, por waza-ari.

Telma Monteiro acabou por falhar o bronze, num momento em que segue em 12.º no 'ranking' olímpico, com o objetivo de se apurar para Tóquio2020 e marcar presença nos quintos Jogos Olímpicos da sua carreira.

A judoca, de 34 anos, esteve consecutivamente em Atenas2004, Pequim2008, Londres2012 e Rio de Janeiro2016, onde conquistou a medaha de bronze nos -57 kg, a segunda para Portugal na história do judo.

Em Telavive, a judoca efetuou cinco combates, com triunfos nos três primeiros, frente à angolana Diassonema Mucungui (62.ª do 'ranking' olímpico), à cazaque Anna Borowska (35.ª) e à polaca Anna Borowska (20.ª), que lhe garantiram um lugar nas meias-finais.

Nas 'meias', Telma perdeu com a eslovena Kaja Kajzer (22.ª), com quem nunca tinha lutado, sendo derrotada no 'ponto de ouro', aos 1.30 minutos do prolongamento, por 'waza-ari' e quando já tinha dois castigos.

Na consolação pelo bronze, a judoca portuguesa mais medalhada de sempre encontrou Gjakova (7.ª na qualificação olímpica e 5.ª no 'ranking' mundial) pela sexta vez, num balanço claramente desfavorável a Telma, com a kosovar a ter vitórias nos derradeiros quatro confrontos, o último dos quais nas meias-finais dos Jogos Europeus em Minsk, em junho do último ano.

Hoje, o combate fez-se maioritariamente no solo, mas, a 1.44 minutos, a kosovar conseguiu um ataque e projeção parcial de Telma, pontuando para 'waza-ari', com uma vantagem que manteve até final.

De manhã, Rodrigo Lopes e João Crisóstomo competiram nos -60 kg e -66 kg, respetivamente, com ambos a caírem ao segundo combate.

Na sexta-feira, a seleção portuguesa terá em ação Jorge Fernandes (-73 kg) e Anri Egutidze (-81 kg), e no sábado estarão no 'tatami' Patrícia Sampaio (-78 kg) e Rochele Nunes (+78 kg).

A judoca Yahima Ramirez (-78 kg) chegou a ter a sua presença 'anunciada' no site oficial da Federação Internacional de Judo, mas acabou por não estar em Telavive, esclarecendo que estaria ausente por motivos que a ultrapassavam.

"Infelizmente, por motivos que me ultrapassam, não estarei presente em dito evento", escreveu a judoca na sua conta no Facebook.

Em declarações ao Judo Inside, Yahima disse que a Federação, através do seu presidente [Jorge Fernandes], não quis que participasse, apesar da vontade dela em prosseguir a luta por uma qualificação olímpica, num 'ranking' em que é 35.ª e Patrícia Sampaio, na mesma categoria, 12.ª.

RPM // VR

Lusa/Fim

+ notícias: Desporto

1º Edição Porto Gaia Granfondo vai ser apadrinhada por Miguel Indurain

Foi esta quarta-feira manhã apresentado, na Marina do Freixo, o 1º Edição Porto Gaia Granfondo destinado aos amantes do ciclismo. O padrinho da prova é um dos maiores nomes do ciclismo mundial, Miguel Indurain.

Procuradoria Geral da República já andava 'em cima' da claque do Vitória Sport Clube

A Procuradoria Geral da República já tinha sobre vigia a claque do Vitória Sport Clube. No início de janeiro o Porto Canal acompanhou, em exclusivo, o trabalho da equipa de magistrados num jogo frente ao SL Benfica.

Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto não tem divulgado todas as decisões condenatórias conforme prevê a lei

A Autoridade para a Prevenção e o Combate à Violência no Desporto não tem divulgado todas as decisões condenatórias conforme prevê a lei. O organismo responsabiliza a Comissão Nacional de proteção de dados, que contactada pelo Porto Canal diz que não existe qualquer troca de informações entre as entidades.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.