Info

Portugal com a taxa de inflação mais baixa da UE em dezembro - Eurostat

| Economia
Porto Canal com Lusa

Bruxelas, 17 dez 2020 (Lusa) -- A taxa de inflação anual em dezembro de 2019 aumentou para 1,3% na zona euro e 1,6% na União Europeia, tendo Portugal registado a mais baixa entre todos os Estados-membros, de 0,4%, confirmou o Eurostat.

De acordo com os dados atualizados do gabinete oficial de estatísticas da UE, que já avançara uma estimativa rápida em 07 de janeiro, a taxa de inflação no espaço da moeda única no último mês do ano passado foi de 1,3%, face aos 1,0% de novembro e aos 1,6% de dezembro de 2018, enquanto no conjunto da União foi de 1,6%, uma subida de três décimas na variação em cadeia (fora de 1,3% em novembro) e o mesmo valor registado no período homólogo.

Portugal, que em novembro já registara a taxa de inflação anual mais baixa, em conjunto com Itália (ambos com 0,2%), voltou a registar em dezembro a taxa mais baixa entre todos os Estados-membros, agora isolado, com 0,4%, abaixo de Itália (0,5%) e Chipre (0,7%). Em dezembro de 2018, a inflação em Portugal era de 0,6%.

As taxas anuais mais altas foram observadas na Hungria (4,1%), Roménia (4,0%), República Checa e Eslováquia (ambas de 3,2%).

Segundo os dados do gabinete oficial de estatísticas da União Europeia, entre os principais componentes da inflação na zona euro, os setores que mais contribuíram para a subida da taxa de inflação foram os dos serviços (aumento de 0,80 pontos percentuais, para uma taxa de 1,8%) e da alimentação, álcool e tabaco (mais 0,38 pontos, para os 2,0%).

ACC // MSF

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Governo anuncia descontos nas portagens para utilizadores frequentes

A ministra da Coesão Territorial anunciou hoje, em Macedo de Cavaleiros, descontos nas portagens de sete autoestradas a partir do terceiro trimestre do ano para os "utilizadores frequentes".

Fisco dá mais um dia para validar faturas a deduzir no IRS

O Governo alargou por mais um dia, até ao final de hoje, a validação de faturas dedutíveis no IRS, decisão justificada por "constrangimentos temporários" no acesso ao portal de confirmação de faturas, segundo um aviso no Portal das Finanças.

Fectrans aponta inconformidades na aplicação do contrato coletivo e aciona formas de luta

A Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans) apontou hoje inconformidades na aplicação do contrato coletivo do setor e do acordo de cargas e descargas, pedindo a intervenção da tutela e tendo já em vista formas de luta.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.