Info

Sérgio Conceição diz que "a vitória é merecida"

| FC Porto
Porto Canal com fcporto.pt

O FC Porto mantém-se a quatro pontos do primeiro lugar do campeonato depois de se ter imposto no reduto do Moreirense por 4-2, em jogo da 16.ª jornada. Sérgio Conceição afirmou que os azuis e brancos mereceram a vitória num “jogo difícil” e “importantíssimo”, destacando o "caráter" dos jogadores.

Justiça em partida complicada
“Não entrámos bem, tivemos passes falhados e desconcentração nos primeiros 15 minutos, em que revelámos intranquilidade. Depois assumimos o jogo, bastante mais focados, fizemos dois golos e podíamos ter ampliado o resultado. Apareceu mais tarde um golo caricato, que podia ter mexido com o grupo de trabalho emocionalmente, porque foi um golo a abrir o jogo e outro a acabar a primeira parte. Mas isso não aconteceu, porque este grupo de trabalho tem muito caráter. Na segunda parte, o Moreirense não teve praticamente ocasiões de golo, já nós conseguimos marcar e criámos oportunidades para marcar mais. Foi um jogo difícil e a vitória é merecida, justa.”

Aspetos positivos e negativos
“Aquilo de que mais gostei foi dos golos marcados e do que menos gostei foi dos golos sofridos.”

Objetivo cumprido
“Não vale a pena olhar para o passado, a história é história. O importante era escrever hoje uma nova história e perceber que tínhamos de ganhar um jogo importantíssimo na nossa caminhada, contra uma equipa bem organizada e com individualidades bastante interessantes.”

Aposta em Luis Díaz
“Nessa altura pensei em ter no corredor central um jogador com outras características, como o Otávio. Pensei também no desequilíbrio criado pelo Luis Díaz no um para um, até porque o João Aurélio já tinha visto o cartão amarelo. E quis também dar velocidade ao corredor esquerdo, aproveitando também para pôr o Nakajima do lado direito, sendo que ele explora bem a zona central, e pelo corredor direito aparecia o Corona, conseguindo-se assim largura e profundidade.”

Entradas de Fábio Silva e Wilson Manafá
“O Fábio entrou para jogar atrás do Tiquinho, sendo o terceiro homem do meio-campo num momento em que marcámos o golo e estávamos em vantagem. O Manafá serviu para dar frescura ao lado direito da linha defensiva, uma vez que o Bilel é um jogador que cria desequilíbrios com facilidade e o Corona já tinha amarelo.”

Dupla de centrais
“Nunca é fácil entrar, jogar e ter as rotinas e automatismos que o jogo nos dá. Eles são exemplares a treinar e hoje deram uma resposta interessante num jogo extremamente difícil com uma linha avançada complicada, com o Fábio Abreu como referência, mas também com a velocidade vinda dos corredores laterais exatamente para explorar a falta de rotina dos nossos centrais. Nós olhamos ao pormenor para tudo e até para a forma como o treinador adversário pode pensar.”

+ notícias: FC Porto

Amaro Antunes garante top-10 no Algarve

A W52-FC Porto conseguiu colocar um ciclista nos dez melhores da Volta ao Algarve. Amaro Antunes, de regresso à equipa azul e branca após dois anos na CCC, concluiu a prova inaugural da época 2020 no 10.º lugar da classificação geral individual, a 1 minuto e 57 segundos do vencedor. Esta tarde teve lugar a quinta - e última - etapa da Algarvia, com partida e chegada em Lagoa. Os 20,3 quilómetros de contrarrelógio individual foram de consagração para Remco Evenpoel (Deceuninck-Quick-Step) que, já de amarelo, bateu o bicampeão mundial de CRI e juntou a conquista da tirada à 46.ª edição da Volta ao Algarve em bicicleta.

Alex Telles é o lateral com mais golos na história do clube

Depois de marcar frente ao Portimonense, Alex Telles tornou-se o lateral do Futebol Clube do Porto com mais golos na história do clube, com 21 golos em 180 jogos. Assim, o número 13 do FC Porto superou João Pinto que tinha 20 golos convertidos e Danilo Luíz que contabilizava 13 golos marcados.

"Os jogos com casa cheia são sempre mais especiais"

Semana de grandes emoções no Dragão Arena. Esta quarta-feira (21h00), o FC Porto Sofarma recebe o Benfica, na 24.ª jornada do campeonato nacional de andebol. Os Dragões têm três pontos e um jogo de atraso para o líder Sporting e, portanto, só uma vitória no clássico serve os objetivos azuis e brancos. Miguel Alves, a regressar após quase 5 meses de lesão, espera um adversário ferido no orgulho após sofrer uma pesada derrota (23-33) na primeira volta: “sabemos que eles vêm com um sentimento de vingança”. O ponta-direita, de 23 anos, apela “a todos os adeptos que venham apoiar a equipa” porque “os jogos com casa cheia são sempre mais especiais e com mais adrenalina”.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.