Info

Mau tempo: Mais de 500 ocorrências nas últimas 24 horas

| País
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 19 dez 2019 (Lusa) - Mais de meio milhar de ocorrências foram registadas nas últimas 24 horas em Portugal continental devido ao mau tempo, sendo os distritos mais afetados Viana do Castelo, Braga, Porto e Coimbra, segundo a Proteção Civil.

Segundo o comandante Rui Laranjeira, da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), foram registadas, entre as 00:00 e as 23:59 de quarta-feira, 513 ocorrências, que empenharam 1.726 operacionais e 695 meios terrestres.

"Mais de metade das ocorrências estão relacionadas com quedas de árvores, havendo também registo de inundações, quedas de estruturas e limpezas de via", adiantou Rui Laranjeira, sublinhando que, "até à data", não foi registada "nenhuma ocorrência" que possa ser considerada "como mais significativa".

Hoje, estão sob aviso vermelho nove distritos, devido à previsão de chuva forte e rajadas de vento superiores a 100 quilómetros por hora, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

O IPMA emitiu ao final do dia de quarta-feira um aviso vermelho para os distritos do Porto, Braga, Aveiro, Vila Real e Viana do Castelo devido à chuva "forte e persistente, podendo ser acompanhado de trovoada".

Este aviso vigora entre as 12:00 e as 21:00 em Vila Real e Braga, e entre as 12:00 e as 18:00 em Viana do Castelo, adianta o instituto em comunicado.

No Porto e em Aveiro, o aviso vermelho está em vigor entre as 15:00 e as 21:00.

O IPMA colocou também sob aviso vermelho, devido à previsão de rajadas de vento superiores a 100 quilómetros por hora, os distritos de Viseu, Guarda, Castelo Branco, Aveiro e Coimbra.

Segundo o IPMA, as rajadas de vento podem mesmo atingir os 140 quilómetros/hora nas terras altas, entre as 18:00 de hoje e as 03:00 de sexta-feira.

Sob aviso laranja para precipitação, vento ou agitação marítima, que vigoram em diferentes períodos até sábado, vão estar os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Faro, Vila Real, Setúbal, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Beja, Castelo Branco, Coimbra, Portalegre e Braga.

No aviso relativo ao vento, nos distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Faro, Vila Real, Santarém, Viana do Castelo, Lisboa, Leiria, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra, Portalegre e Braga podem ser registadas rajadas de vento entre os 100 e os 130 quilómetros por hora.

Só com avisos amarelos estará o distrito de Évora, para precipitação e vento.

A Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil alertou na quarta-feira a população para o agravamento das condições meteorológicas, com precipitação forte e persistente, vento forte nas terras altas e agitação marítima forte em toda a costa.

A Proteção Civil alerta para a possibilidade de "inundações rápidas em meio urbano, por acumulação de águas pluviais ou insuficiências dos sistemas de drenagem", e "inundações por transbordo das linhas de água nas zonas historicamente mais vulneráveis".

Informa ainda que, tendo em conta as previsões do IPMA, há a possibilidade de inundações de "estruturas urbanas subterrâneas com deficiências de drenagem" e de formação de lençóis de água na estrada, além da queda de ramos de árvores, danos em estruturas montadas ou suspensas.

HN (MLS/IMA) // SR

Lusa/Fim

+ notícias: País

Covid-19: Portugal com 1.447 (+11) mortos e 33.261 (+366) infetados

Portugal regista hoje 1.447 mortes relacionadas com a covid-19, mais 11 do que na terça-feira, e 33.261 infetados, mais 366, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

Vacinas administradas em maio caíram mais de 40%

O número de vacinas administradas em maio caiu mais de 40% em comparação com o mesmo mês de 2019, fixando-se em 300.693, segundo os dados do Portal do SNS.

Covid-19: Militares "ofereceram" mais de 6.100 camas e fizeram 151 mil litros de gel

As Forças Armadas mantêm no terreno grande parte do seu dispositivo para ajudar no combate à pandemia de covid-19, com mais de 6.100 camas, e já produziram 151 mil litros de álcool gel, informou o Governo.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.