Info

Despiste de carrinha de equipa de futebol na Guarda provoca um ferido grave

Despiste de carrinha de equipa de futebol na Guarda provoca um ferido grave
| País
Porto Canal com lusa.pt

O despiste em Alvendre, concelho da Guarda, de uma carrinha que transportava parte da equipa de futebol sénior de Aguiar da Beira provocou oito feridos, um dos quais grave, afirmou fonte do Comando Territorial da GNR.

O despiste ocorreu às 13:46, na Estrada Municipal 557, tendo provocado sete feridos ligeiros, disse à agência Lusa a mesma fonte.

A carrinha de nove lugares deslocava-se para Almeida, onde a equipa de Aguiar da Beira tinha um jogo de futebol, acrescentou.

Segundo a fonte da GNR da Guarda, os feridos têm idades entre os 19 e os 45 anos.

A mesma fonte referiu que o núcleo de investigação da GNR está no local para apurar as causas do despiste.

De acordo com fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) da Guarda, todos os feridos foram transportados para o Hospital da Guarda.

No local, estiveram 43 elementos com 20 viaturas dos Bombeiros da Guarda, Celorico da Beira e Vila Franca das Naves, PSP, GNR, Instituto Nacional de Emergência Médica e Proteção Civil Municipal, afirmou.

+ notícias: País

Cinco escritórios foram assaltados em Santa Maria da Feira

Vários escritórios foram assaltados em Santa Maria da Feira este sábado de madrugada. Os assaltantes levaram computadores, televisores e dinheiro.

Detetado oitavo e nono caso suspeito de Coronavírus em Portugal. Um deles está no Hospital S. João, no Porto

Foi detetado o oitavo e nono caso suspeito de infeção por novo Coronavírus (COVID-19) em Portugal informa a Direção-Geral da Saúde em comunicado. Os doentes estão internados no Centro Hospitalar Universitário de São João no Porto e no Hospital Curry Cabral em Lisboa.

(em atualização)

Covid-19: INEM garante estar preparado para transporte de doentes mas sindicato contesta

O INEM garante que está preparado para o transporte de doentes com coronavírus, com material adequado e em condições, estando os profissionais a receber formação para o manusear, uma posição contestada pelo sindicato, que pede agora apoio à tutela.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.