Info

Deputados do PSD querem que Governo compense politécnico de Bragança

Deputados do PSD querem que Governo compense politécnico de Bragança
| Norte
Porto Canal com Lusa

Os deputados do PSD por Bragança reclamam do Governo uma compensação ao Instituto Politécnico, por considerarem ter sido “penalizado” com a redução do valor das propinas nas Instituições de ensino Superior público, informam, esta sexta-feira, os parlamentares.

Os eleitos social-democratas usaram a figura da pergunta ao Governo na Assembleia da República para questionarem o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Manuel Heitor, sobre o que classificam de “uma injustiça criada contra o IPB”.

Em causa está a compensação financeira que o Governo deu às instituições que cobravam a propina máxima para reduzir o valor para o novo mínimo nacional, enquanto as instituições que já cobraram uma propina abaixo do novo mínimo não tiveram reforço extraordinário no orçamento.

O presidente do Instituto Politécnico de Bragança (IPB), Orlando Rodrigues, já tinha denunciado a situação e reclamado o mesmo tratamento, por, ao longo dos anos, sobretudo da crise, ter feito o “esforço” de manter as propinas baixas, numa estratégia também de atração de alunos para o interior.

“O Governo acaba por penalizar as instituições que geriram bem, apesar de terem menos recursos financeiros. Esta situação é muito penalizadora para o IPB e, consequentemente, para o distrito de Bragança”, lê-se na exposição dirigida à tutela.

O documento é subscrito pelos dois deputados eleitos pelo círculo de Bragança, Adão Silva e Isabel Lopes, e também por José Silvano, que já foi deputado pela região e que nas últimas legislativas por Lisboa, depois de ter assumido o cargo de secretário-geral do PSD.

Para os parlamentares social-democratas, a posição do Governo “é inaceitável e condenável, porque é injusta e não valoriza quem se esforçou e fez uma boa gestão”.

Lembram também que a instituição de ensino superior de Bragança “tem sido considerado, nos últimos anos, o melhor Instituto Politécnico de Portugal”.

Os deputados perguntam se o ministro está a par da situação, se “reconhece a injustiça criada contra ao IPB” e “como vai ser resolvida” esta situação, alertando que “pode provocar graves desequilíbrios financeiros e perturbar o normal funcionamento” da instituição transmontana.

+ notícias: Norte

Prisão até 10 anos para casal do Porto por abuso sexual da filha menor

O Juízo Central Criminal do Porto condenou, esta quarta-feira, um homem daquela cidade a 10 anos de prisão efetiva por abusar sexualmente da própria filha, de 14 anos, e a mulher a três anos, pena suspensa, por cumplicidade no crime.

Jovem que matou à pancada sexagenário do Porto condenado a 18 anos de prisão

O Juízo Central Criminal do Porto aplicou hoje 18 anos de prisão a um arguido de 22 anos que espancou até à morte um homem de 66 anos, filmou-o em agonia e roubou-o.

PJ de Braga deteve quatro suspeitos de cinco roubos à mão armada

A Polícia Judiciária (PJ) de Braga deteve quatro suspeitos de cinco roubos à mão armada ocorridos em outubro e novembro em Amarante, Penafiel, Fafe e Guimarães, anunciou, esta quarta-feira, aquela força.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.