Info

Bloco de Esquerda defende englobamento no IRS para criar mais justiça fiscal

Bloco de Esquerda defende englobamento no IRS para criar mais justiça fiscal
| Política
Porto Canal com Lusa

A coordenadora do BE defendeu hoje o englobamento de rendimentos no IRS como forma de aliviar a carga fiscal para quem trabalha e criar mais justiça fiscal, cobrando a quem ganha rendimentos de capital.

"O que nós queremos é simultaneamente alivio fiscal para quem trabalha e mais justiça fiscal no nosso país, cobrando a quem ganha muito e não tem pago a sua devida parte", afirmou Catarina Martins.

A líder do Bloco de Esquerda (BE), que falava à margem de uma visita que fez ao Festival dos Míscaros, que decorre em Alcaide, concelho do Fundão, explicou que o seu partido colocou em cima da mesa de negociações com o Governo que estão em curso, esta medida dupla sobre o IRS.

"Nós achamos que é preciso aliviar o IRS de quem trabalha. Quem trabalha em Portugal paga muitos impostos sobre o seu salário e sobre a sua pensão. E nós temos há muito uma discussão com o ministro Mário Centeno sobre a necessidade de criar mais escalões [IRS]", frisou.

Catarina Martins sublinhou ainda que o Governo acabou por criar, na última legislatura, mais escalões de IRS, mas entende que é possível no próximo Orçamento de Estado, continuar esse caminho de alivio fiscal para quem vive do seu salário ou da sua pensão, criando mais escalões de IRS.

"Ao mesmo tempo, propomos uma medida de justiça fiscal que é o englobamento no IRS para que aquelas pessoas cujo rendimento não vem do trabalho, mas vem por exemplo de ações, paguem de impostos o mesmo que paga quem vive do seu salário ou da sua pensão. Porque, um país em que o salário e a pensão pagam mais impostos do que os rendimentos do capital é um país injusto", afirmou.

A líder do BE, entende que a forma certa de construir alivio fiscal para quem vive do seu trabalho, salário ou pensão e pagarem menos impostos, passa por fazer, ao mesmo tempo, um caminho de englobamento do IRS.

"Isso faz que quem ganhe milhões com rendimentos de capital e rendimentos prediais passe a pagar taxas de IRS iguais às pessoas que pagam a taxa sobre o seu salário e a sua pensão", concluiu.

+ notícias: Política

Rui Rio confessa que se fosse Primeiro-Ministro teria que avaliar se Marta Temido manteria o cargo

Rui Rio, líder do PSD, afirmou, em entrevista ao Porto Canal, que se fosse Primeiro-Ministro "precisava de obter mais informações relativamente entre a sintonia de Marta Temido e os serviços" para tomar uma decisão se esta continuava a ser ministra da Saúde. Sublinhou ainda que a "pandemia está à beira de pandemónio" e que "não tem funcionado bem".

Rui Rio afirma ser a favor da nacionalização da Efacec mas com intuito de "vender a posição a um privado"

Rui Rio, líder do PSD, afirmou, em entrevista ao Porto Canal, que é a favor da nacionalização da Efacec "com o intuito que num relativamente curto espaço de tempo seja para vender a posição a um privado".

OE2020: António Costa desvaloriza voto contra do PCP e PEV dizendo que foi "exceção"

O primeiro-ministro considerou hoje que PCP e PEV fizeram uma avaliação "incorreta" do Orçamento Suplementar, mas defendeu que se tratou de "uma exceção que confirmou a regra", salientando a abertura destes partidos para negociarem o próximo Orçamento.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.