Info

Despiste de automóvel no centro do Porto mata condutor e peão

Despiste de automóvel no centro do Porto mata condutor e peão
| Norte
Porto Canal com Lusa

O despiste de um automóvel ocorrido na manhã deste sábado no centro do Porto provocou a morte do condutor e de uma pessoa que seguia no passeio e que foi colhida pela viatura e projetada contra uma habitação, apurou o Porto Canal junto das autoridades.

A viatura em despiste acabou por embater e destruir parcialmente a habitação que apenas tinha uma moradora de 90 anos, que não sofreu qualquer ferimentos, pois estava no primeiro andar. Esta mesma moradora foi realojada para casa de familiares porque a casa ficou sem condições de habitabilidade, mas sem risco de ruir.

A PSP e o Comando Distrital de Operações de Socorro do Porto disseram desconhecer as causas do acidente, bem como a idade das vítimas mortais. O condutor do carro ainda apresentava sinais vitais à chegada das autoridades médicas mas acabou por falecer no local.

O acidente registou-se às 08h24 no entroncamento das ruas Morgado de Mateus e Visconde de Bóbeda, na freguesia urbana do Bonfim, zona oriental do Porto.

+ notícias: Norte

Estudo mostra que é mais difícil aceder ao Ensino Superior Público no Porto

Entrar numa faculdade pública é mais difícil no distrito do Porto, de acordo com os dados de um estudo do Centro de Investigação em Políticas do Ensino Superior (CIPES). Citado pelo jornal Público e divulgado esta sexta-feira, os estudantes que querem entrar no Ensino Superior Público no Porto têm mais difículdades, do que no resto do pais, devido à oferta reduzida da rede pública e da média de acesso não poder ser inferior a 14 valores para garantir a entrada.

Infraestruturas de Portugal nega cancelamentos nas obras da Linha do Minho

A Infraestruturas de Portugal nega cancelamentos na empreitada de eletrificação da Linha do Minho. Em comunicado, informou que nos primeiros meses de 2021 já será possível a circulação ferroviária, em modo elétrico.

Morte por negligência em hospital do Porto com indemnização acordada após 25 anos

O Estado português aceitou pagar 32.500 euros à família de um homem que morreu há 25 anos durante uma cirurgia para retirar uma pinça esquecida no seu abdómen durante uma operação no Hospital de São João, no Porto.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.