Info

Novo Banco aumenta prejuízos em 46% para 572,3 ME até setembro

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 08 nov 2019 (Lusa) - O Novo Banco aumentou os prejuízos em 46% nos primeiros nove meses do ano para 572,3 milhões de euros, depois de ter registado perdas de 390,9 milhões de euros no mesmo período de 2018, foi hoje conhecido.

De acordo com um comunicado enviado hoje à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o Novo Banco indica que o resultado dos primeiros nove meses é "decorrente da combinação de uma perda de 712,4 milhões de euros na atividade 'legacy' e de um ganho de 140,1 milhões de euros na atividade recorrente".

"Neste período, o Grupo Novo Banco registou perdas relacionadas com o processo de restruturação e desalavancagem de ativos não produtivos, designadamente o projeto Sertorius, o projeto Albatros, o projeto NATA II e o processo de venda da GNB Vida, cujo impacto negativo ascendeu a 391 milhões de euros".

JE/IM // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Covid-19: Comunidade chinesa reabre armazéns com “otimismo” na retoma

Os comerciantes chineses radicados em Vila do Conde, distrito do Porto, que compõe uma das maiores comunidades país, estão gradualmente a retomar a sua atividade, mostrando "otimismo" na retoma dos negócios, também afetados pela pandemia de covid-19.

Covid-19: Estúdios de tatuagens e bodypiercing reabrem esta segunda-feira

Os estúdios de tatuagens e bodypiercing vão poder reabrir esta segunda-feira na terceira fase de desconfinamento, depois de dois meses encerrados face à pandemia de Covid-19.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.