Info

Novo Banco aumenta prejuízos em 46% para 572,3 ME até setembro

| Economia
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 08 nov 2019 (Lusa) - O Novo Banco aumentou os prejuízos em 46% nos primeiros nove meses do ano para 572,3 milhões de euros, depois de ter registado perdas de 390,9 milhões de euros no mesmo período de 2018, foi hoje conhecido.

De acordo com um comunicado enviado hoje à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM), o Novo Banco indica que o resultado dos primeiros nove meses é "decorrente da combinação de uma perda de 712,4 milhões de euros na atividade 'legacy' e de um ganho de 140,1 milhões de euros na atividade recorrente".

"Neste período, o Grupo Novo Banco registou perdas relacionadas com o processo de restruturação e desalavancagem de ativos não produtivos, designadamente o projeto Sertorius, o projeto Albatros, o projeto NATA II e o processo de venda da GNB Vida, cujo impacto negativo ascendeu a 391 milhões de euros".

JE/IM // JNM

Lusa/Fim

+ notícias: Economia

Governo aprova salário mínimo de 635 euros para 2020

O Conselho de Ministros aprovou hoje o aumento do salário mínimo para 635 euros a partir de janeiro de 2020, medida que o Governo estima que poderá abranger 720 mil trabalhadores, foi hoje anunciado.

Investimento na cidade do Porto vem maioritarimente de fora

A maioria dos imóveis no Centro Histórico do Porto se não são exclusivamente de estrangeiros são de entidades sem rosto em que os estrangeiros têm interesses e capitais. A Associação de Inquilinos do Norte diz que o Porto está a começar a perder carisma devido ao investimento que vem de fora e chama a atenção para a especulação imobiliária.

Associação dos Industriais da Construção defende projetos no Interior para fixar pessoas

O presidente da Associação dos Industriais da Construção Civil defendeu que os projetos de reabilitação urbana devem estender-se a todo o país e que só assim será possível fixar pessoas no Interior. Já a Associação Comercial do Porto deixou críticas à proposta do Governo de englobar no os rendimentos prediais IRS.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.