Info

Plataforma promete "voltar à luta" pela recuperação das freguesias

| Norte
Porto Canal com Lusa

Porto, 07 nov 2019 (Lusa) -- A Plataforma Nacional Recuperar Freguesias prometeu hoje "voltar à luta" pela recuperação das autarquias extintas pelo Governo do PSD/CDS-PP, através de ações de sensibilização da população e da criação de petições.

"As freguesias foram extintas, mas nunca será extinta a vontade de as repor", assume.

Numa nota enviada à Lusa, a plataforma explica que esta decisão foi tomada após uma reunião com representantes dos movimentos cívicos, na quarta-feira, na Maia, no distrito do Porto.

A organização garante estar preparada para mobilizar todas as pessoas de Norte a Sul do país para, nas próximas eleições autárquicas, "penalizar nas urnas" os partidos políticos que nada fizerem para mudar o atual cenário.

Dizendo-se prontos para o "combate político que irão travar", os movimentos cívicos que integram a plataforma vão realizar, nos próximos meses, reuniões nacionais e regionais, petições online e campanhas de sensibilização junto das populações.

A Plataforma Nacional Recuperar Freguesias envolve 31 movimentos cívicos de todo o país, o que representa 31 uniões de freguesias.

O distrito de Faro, Lisboa e Santarém tem um movimento cívico, Viana do Castelo e Aveiro dois, Porto 10 e Braga 14.

Na sequência da reforma de 2013, sob a responsabilidade do então ministro social-democrata Miguel Relvas, as 4.259 freguesias então existentes passaram para 3.092 (na ilha açorina do Corvo a freguesia é assumida pelo município).

SVF // MSP

Lusa/Fim

+ notícias: Norte

Homem disparou sobre montra de loja desativada em Famalicão

Um homem alvejou hoje a montra de uma loja em Joane, Vila Nova de Famalicão, que está fechada há alguns meses, disse à Lusa fonte policial.

Árvore de grande porte cai na Senhora da Hora, Matosinhos, e provoca danos em cinco veículos

Uma árvore de grande porte caiu, esta quinta-feira, devido ao mau tempo e provocou danos em quatro veículos ligeiros e um pesado na rua João Fernandes, na Senhora da Hora, Matosinhos, apurou o Porto Canal com fonte do CDOS do Porto.

(em atualização)

Avenida D. Carlos I no Porto cortada até sexta-feira

A Avenida D. Carlos I, na Foz do Douro, no Porto, está cortada pelo menos até sexta-feira devido às previsões de agitação marítima forte, indicou hoje a Câmara do Porto.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.