Info

"Parlamento dos Jovens" debate violência doméstica e no namoro com adesão recorde

| Política
Porto Canal com Lusa

Lisboa, 07 nov 2019 (Lusa) -- O Programa "Parlamento dos Jovens 2019/2020" terá como tema principal a violência doméstica e no namoro, que será discutido por um conjunto de alunos de 1.009 escolas, a maior adesão de sempre.

No ano em que se celebram os 25 anos da iniciativa, o programa "Parlamento dos Jovens" vai contar com uma "adesão histórica", segundo um comunicado enviado à imprensa.

Em 2018, a iniciativa da Assembleia da República contou com 986 participantes, sendo que o número de inscritos tem vindo a aumentar todos os anos, disse fonte ligada à iniciativa.

O programa vai contar com "516 escolas do ensino básico e 493 do ensino secundário, do continente, das regiões autónomas, dos círculos da Europa(Reino Unido e Suíça) e de Fora da Europa (Macau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste)".

O debate deste ano vai centrar-se na violência doméstica e no namoro e as primeiras iniciativas serão dinamizadas pelas escolas até 29 de janeiro de 2020.

Nestes primeiros debates as escolas contarão com a presença e participação de deputados da Assembleia da República, especialistas e entidades locais. Os jovens terão também a oportunidade de elaborar um "projeto de recomendação sobre o tema" e eleger "os seus representantes para as sessões distritais/regionais, que ocorrem durante o mês de março de 2020", segundo o comunicado.

A Assembleia da República receberá os alunos em maio de 2020, nas sessões nacionais, em que serão apresentadas as recomendações a ser discutidas na Comissão Parlamentar de Educação, Ciência, Juventude e Desporto.

ARZL/JPS // JPS

Lusa/Fim

+ notícias: Política

Secretária de Estado da Valorização do Interior desvaloriza eventuais mudanças da descentralização de secretarias

A descentralização de secretarias de Estado anunciada pelo próprio Governo parece continuar a ser assunto tabu. Desta feita foi a secretária de Estado da Valorização do Interior que relativizou o assunto.

Conselho de Ministros aprova quinta-feira salário mínimo de 635 euros em 2020

O primeiro-ministro anunciou hoje que o Conselho de Ministros, na quinta-feira, vai aprovar o valor de 635 euros para o salário mínimo em 2020, considerando que representa um aumento adequado à situação económica e social do país.

Partidos consensualizam um minuto e meio para Chega, IL e Livre no debate com PM

Todos os partidos com assento parlamentar consensualizaram hoje intervenções de um minuto e meio para os deputados únicos de Chega, Iniciativa Liberal e Livre no debate quinzenal com o primeiro-ministro de quarta-feira.

Atenção: este é um espaço público e moderado. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.